Ressaca destrói orla de Meaípe

Após a destruição provocada pela forte ressaca do fim de semana na orla de Meaípe, município de Guarapari, foi necessário interditar totalmente a praia, por segurança.

A orla de Meaípe, que já vinha sendo monitorada pela Defesa Civil, não resistiu aos fortes impactos da ressaca do último domingo (13). As ondas, que chegaram a quase 4 metros em todo o litoral capixaba, destruíram o calçadão e a praia foi interditada

“A orla de Meaípe já estava sendo monitorada pela Defesa Civil há mais de dois anos. ou seja, há mais de dois anos, consequentemente, já vem acontecendo isso”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Guarapari, Romildo Scalzer.

O ciclone foi causado por uma massa de ar polar que se soltou no sentido de anticiclone, que gira no sentido anti-horário, gerando toda essa pressão. No município de Anchieta, o avanço do mar também provocou destruição. Romildo explicado que todo o litoral brasileiro foi afetado pelo ciclone. “Desde o último domingo, já tivemos o efeito da natureza, que foi quando parte do muro caiu. Por conta do ciclone, toda a orla do Brasil foi afetada, principalmente a do Espirito Santo”.

Ele informou ainda que o monitoramento em parceria com o Corpo de Bombeiros. “Nós isolamos a área e tínhamos reuniões com lideranças. A Defesa Civil vem monitorando a área junto com o Corpo de Bombeiro”, disse o coordenador.

Na tarde da última segunda-feira (14), a Prefeitura de Guarapari anunciou obras emergenciais para amenizar os estragos. Os trabalhos vão começar dentro de um mês.

A Prefeitura de Guarapari informou que as obras emergenciais para amenizar os estragos causados pelo avanço do mar serão iniciados daqui a um mês.

 

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome