Receita Federal: analistas em greve por duas semanas

Receita Federal
Fot: Miriam Zomer/Agência AL

Os trabalhadores já estavam fazendo paralisações de um a três dias por semana antes de decidirem pela paralisação geral

Analistas tributários da Receita Federal começaram nesta segunda-feira (21) uma greve de duas semanas. Segundo o Sindireceita, que representa a categoria, a adesão chega a mais de 80% em estados do Nordeste e em Santa Catarina. Em Brasília e São Paulo, a estimativa é que 40%¨dos analistas tributários tenham aderido à greve.

Desde o início de março, os trabalhadores fazem paralisações semanais em defesa do cumprimento dos termos do acordo salarial da categoria. O documento foi assinado em março de 2016. Além disso, os analistas pedem o cumprimento da Lei 13.464/2017, que reestruturou a remuneração dos servidores da carreira tributária e aduaneira da Receita Federal do Brasil.

De acordo com o Sindireceita, a greve também é pela regulamentação do chamado bônus de eficiência, que conferirá uma gratificação a setores, conforme o desempenho. A categoria também é contra medidas que, segundo o Sindireceita, podem enfraquecer o funcionamento da Receita, como a falta de definição em relação às progressões e promoções dos analistas; a mudança no regime de plantão; e a morosidade do pagamento de adicionais noturno, de insalubridade e periculosidade.

Inicialmente, os trabalhadores cruzaram os braços um dia por semana e, posteriormente, passaram para a paralisação de três dias, chegando agora à greve de duas semanas completas.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!