Produção agrícola de 2017 foi excepcional, diz Governo

produção agrícola
Foto: Divulgação

De acordo com o Governo Federal, a supersafra de 238 milhões de toneladas de grãos pode ser considerada como um marco histórico na produção agrícola

A produção agrícola de 2017 está sendo considerada excepcional pelo Governo Brasileiro. A superesafra de 238 milhões de toneladas de grãos produzida no ano passado é um marco histórico, segundo o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller.

Um resultado que pode ser justificado por diversos fatores, como o Plano Agrícola e Pecuário que contribuíram para que o Brasil se posicionasse como um dos mais importantes players do agronegócio no mercado global.

“As condições climáticas favoráveis, aliadas à competência do agricultor brasileiro, resultaram na safra superior a 238 milhões de toneladas de grãos, uma supersafra. E tivemos a presença firme do Governo Federal, por meio do Plano Agrícola e Pecuário, que propiciou os instrumentos necessários para o produtor trabalhar com tranquilidade e segurança”, disse ainda o secretário. “Mais uma vez, o setor agrícola desempenhou papel fundamental na redução da inflação, além de contribuir para a retomada do crescimento econômico.”

De acordo com Neri Geller, a mobilização de recursos alcançou o total de R$188,3 bilhões para o crédito rural em operações de plantio, comercialização e custeio para a safra 2017/18. Para o Seguro Rural foram destinados R$ 550 milhões e R$ 1,4 bilhão no apoio à comercialização da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM); enquanto que o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) disponibilizou um total de R$ 21,7 bilhões, sendo R$ 18 bilhões para custeio, e R$ 3,7 bilhões para investimento.

LEIA TAMBÉM:
Compartilhe