Direção e embriaguez são focos de pesquisa

(Fotografia - Agência Brasil)

Os condutores foram perguntados se haviam dirigido sob efeito de álcool nos últimos 12 meses

Em pesquisa realizada por um capitão da Polícia Militar do Espírito Santo, no curso de especialização em Gestão Policial Militar e Segurança Pública, 384 condutores foram entrevistados em bares nos quatro municípios de Cariacica, da Serra, de Vila Velha e de Vitória. O trabalho teve foco na violência viária e no papel da fiscalização de trânsito para prevenção de acidentes.

Os condutores foram perguntados se haviam dirigido sob efeito de álcool nos últimos 12 meses. Quase 50% dos entrevistados afirmaram que sim. Quanto ao gênero, os homens destacaram-se negativamente. Segundo os dados, 61% que responderam ter dirigido sob a influência de álcool. Já entre as mulheres a frequência foi de 37%.

Os motoristas ainda foram perguntados se na noite da entrevista pretendiam beber e dirigir. Do total, 23% disseram que estavam bebendo e iriam embora dirigindo e 40% afirmaram que não dirigiriam sob efeito de álcool na ocasião da entrevista, porque pretendiam utilizar outras formas de chegar à residência, porém, não veriam problema em conduzir veículo estando alcoolizado. Ou seja, 63% dos entrevistados poderiam ter dirigido sob feito de álcool na noite da entrevista.

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!