Pedido para suspender prisão de Paulo Maluf é negado pelo STF

Paulo Maluf
Foto: Arquivo/Leonardo Prado/Agência Brasil

A ministra Cármen Lúcia anunciou nessa quinta (22), um dia após o deputado se entregar à Polícia Federal.

O Supremo Tribunal Federal recusou o pedido de suspensão da execução da pena do deputado Paulo Maluf (PP). A decisão foi tomada pela presidente da Casa, ministra Cármen Lúcia, após Maluf ter se entregado à Polícia Federal nesta quarta-feira (20).

O mandado de prisão foi expedido pelo ministro Edson Fachin para o cumprimento da pena de 7 anos e 9 meses em regime na Penitenciária da Papuda, em Brasília. As informações são da Agência Brasil.

Durante o tempo em que foi prefeito de São Paulo, de 1993 a 1996, Maluf teria recebido propina de contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS. A constatação é do Ministério Público. Segundo a denúncia do órgão, os recursos teriam sido desviados da construção da atual Avenida Roberto Marinho. O recursos para a execução da obra foram de R$ 800 milhões.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!