Passos ao Anchieta

Politica, eleições 2018

Quais as soluções prometidas para os próximos quatro anos?

No dia 07 de outubro, eleitores deverão apontar seus representantes na definição das novas leis necessárias às mudanças e também aqueles que serão responsáveis pelo comando da Nação e dos Estados. Eleger presidente da República, governadores dos estados, dois terços do Senado Federal, deputados federais e estaduais ou distritais. Havendo necessidade, o segundo turno será no dia 28 de outubro.

Há dez dias para irmos às urnas, ES Brasil ouviu os candidatos ao governo do Estado sobre quais seriam os principais desafios nos próximos quatro anos e que medidas adotar.
Dos seis concorrentes ao comando do Executivo Estadual – André Moreira (Psol/50), Aridelmo Teixeira (PTB/14), Carlos Manato (PSL/17), Jackeline Rocha (PT/13), Renato Casagrande (PSB/40) e Rose de Freitas (Podemos/19) – apenas Jaqueline não nos respondeu.

Saúde, Educação e Segurança Pública mais uma vez foram unanimidades entre os pontos críticos apontados. E a reforma fiscal também é destaque nas promessas de campanha.

Apesar de o foco estar no Executivo Estadual, o cientista político André César, da Hold Assessoria Legislativa, destaca que, após vencer nas urnas, o primeiro desafio do próximo governador ou governadora é garantir a maioria na Assembleia Legislativa, uma vez que “somente, assim, é possível a aprovação das leis capazes de efetivar as mudanças prometidas nas campanhas. Sem esse apoio, fica inviável”, reforçou.

Cenário Nacional

Os debates políticos entre eleitores em torno de quem será o próximo presidente da República se mantêm acirrados. E os resultados das pesquisas têm feito muita gente mudar uma decisão que anteriormente era dada como certa. Se por um lado, eleitores que eram contra o posicionamento de Bolsonaro, agora cogitam votar no 17 frente ao que consideram uma “ameaça” o retorno do PT; por outro lado, há quem bateu panela e agora cogita em votar no 13 de Haddad, temente em relação ao “radicalismo” de Bolsonaro.

Politica, eleições 2018
“A única maneira de retomar o desenvolvimento é atraindo o investidor estrangeiro. Na Bovespa, 70% do capital é estrangeiro e, desse montante, 50% norte-americano” – Abel Fiorot, economista e consultor

O cientista político André César avalia que são duas categorias de preocupações: por um lado, a incerteza antes das urnas, diante da profusão de pesquisas e resultados a cada dia revelados, que impacta na própria atuação do Congresso e na economia; e por outro, o desafio de garantir sustentação congressista.

“Independente do nome do presidente, o eleito terá, logo de saída, que reunir forças políticas, mesmo que tenham sido adversárias ao longo da campanha, para negociar. Porque o presidencialismo de coalizão leva a isso. Você não tem maioria de saída, tem de construir. Viabilizar a distribuição de cargos, o quinhão de cada partido, porque faz parte do sistema presidencial. Condição mínima para estabelecer uma agenda e, a partir dela, avançar nas questões mais sensíveis e, também, mais amargas: reforma tributária, questões fiscais e previdenciárias. Não há mais tempo a perder. Estamos vendo a Argentina entrando em colapso. É fundamental que o novo governo socialize com todo mundo: classe política, sociedade e cenário internacional”, ponderou.


Urgências no Espírito Santo

Os três pontos mais críticos do ES e como solucioná-los?

André Moreira

Modelo de desenvolvimento – Alterar a base da estrutura hoje dependente de empresas exportadoras de commodities que tornam a economia muito vulnerável e não pensam o desenvolvimento do próprio negócio a partir do desenvolvimento global do Estado. Implantar um modelo de atração de empresas, em especial aquelas chamadas de 4.0, com melhorias que permaneçam na sociedade capixaba. Política Fiscal – Mudar o modelo atual, baseado em incentivos fiscais, por meio da Lei Kandir, que isenta impostos, impedindo o Estado de fazer novos investimentos e prestar melhores serviços públicos. Criar benefícios para quem investe em capacitação de pessoas, em desenvolvimento da infraestrutura e em melhorias que perdurem aos capixabas. Investimentos – Direcionar mais investimentos para a melhoria da Educação e de todos os outros serviços públicos. Só o dinheiro que não mais deixará de ser arrecadado, já possibilita isso.

 

Aridelmo Teixeira

Educação – Há duas metas: 100% das crianças de 4-5 anos na pré-escolas e 55% das crianças de 0-3 anos em creches. Transferir recursos aos municípios para construção de creches e pré-escolas; assumir responsabilidade por oferta de até 100% do ensino fundamental II, se necessário; parceria com prefeituras para aplicar, de forma padronizada, as melhores práticas de ensino e de gestão escolar.
Saúde – Melhoria da gestão. Ampliar e facilitar o acesso aos serviços mais humanizados de saúde especializada. Metas: criação de 100 leitos de saúde mental em hospitais gerais; 200 leitos clínicos, cirúrgicos e UTIs em serviços já existentes e quatro hospitais regionais de referência para atendimento ao idoso; construção do Hospital Geral de Cariacica; adequar maternidades para rede materno-infantil; e ampliar os serviços do Samu.
Segurança Pública – Integração de dados das polícias Militar e Civil, Técnico Científica, Corpo de Bombeiros e Detran; foco da política pública no fortalecimento das instituições de Segurança Pública e Defesa Social, e prevenção à violência e redução dos índices de criminalidade. Intensificar atuação policial nos territórios de maior criminalidade com tolerância zero. Modernizar e reequipar as instituições policiais utilizando: informação e tecnologia como principais armas de combate ao crime. Aumentar operações de apreensão de armas e munições; construir, reformar e padronizar as unidades de segurança.

 

Carlos Manato

Saúde – Força-tarefa na Saúde para diminuir as filas, resolver exames represados de alta complexidade; comprar ao menos 20 mil exames de ressonância magnética. Isso no máximo, em seis meses. Realizar, também, mutirão com pacientes que estão aguardando atendimento no Hospital São Lucas para tirar as pessoas do corredor.
Segurança – Vamos equipar melhor o policial; proporcionar melhores condições de trabalho: colete, arma, bala e veículo.
Melhorar capacitação profissional e viabilizar as condições ideais de trabalho.
Emprego – Facilitar abertura de empresas: licenças ambientais e todas as demais, estimular fomento, financiamentos por meio dos órgãos oficias do Governo. As empresas que vierem, aquelas que tiverem subsídios, treinar mão de obra local, liberar estágios para o governo do Estado, através do programa Primeiro Emprego. Quando colocamos a Saúde, a Educação e a Segurança, nós atraímos investidores.

 

Renato Casagrande

Educação – A expressiva diminuição dos investimentos em Educação causou aumento absurdo do índice de evasão escolar. Fortalecer e ampliar a escola em tempo integral, a Educação de Jovens e Adultos e os programas Nossa Bolsa e Bolsa Sedu; melhorar a infraestrutura da rede escolar, e capacitar permanentemente os profissionais da área.
Saúde – Aumentar a oferta, garantir qualidade nos serviços prestados à população é nosso principal objetivo. Redes de atenção regionalizadas para que os capixabas recebem atendimento em suas regiões. Fortalecer os serviços de urgência e emergência; ampliar o número de leitos hospitalares em todo o Estado; e adequar as estruturas físicas da rede.
Segurança – Política permanente e continua de Segurança Pública. Retomar o programa Estado Presente e assumir pessoalmente a gestão da Segurança; fortalecer a rede de proteção social; voltar com a Patrulha da Comunidade e implantar a Patrulha Rural; recriar as unidades especializadas BME e Rotam; fortalecer as delegacias regionais e as de atendimento às mulheres, com plantões 24 horas; expandir os serviços da Polícia Técnico Científica; e valorizar nossos policiais.

 

Rose de Freitas

Educação – Em nosso projeto, que coloca a Educação em primeiro lugar, vamos implementar uma política de valorização de todos os profissionais da área; reavaliar o nosso projeto pedagógico; e assegurar as melhores condições de aprendizagem para os jovens.
Saúde – Priorizar ações de prevenção e atuar na área da regulação, com o objetivo de acabar com as filas e minimizar o sofrimento de quem mais precisa. Vamos, também, investir no fortalecimento da rede instalada em todas as cidades, aumentando o número de leitos e especialidades disponíveis.
Segurança pública – Investir em inteligência, tecnologia e na valorização das polícias Civil e Militar. Vamos, ainda, implementar um programa para reequipar as corporações, dando mais segurança ao cidadão e melhores condições de trabalho aos servidores.


Em relação à reforma Política e à estruturação de um projeto de País, que perpasse as pessoas no comando da nação, o cientista político considera muito pouco provável que ocorra. ”Quase uma utopia acreditar que aqueles que estão no poder irão votar leis que acabem com seu próprios privilégios e limitem seus poderes”, conclui.

O economista e consultor Abel Fiorot avalia que a única maneira de retomar o desenvolvimento é atraindo o investidor estrangeiro e destaca que, na Bovespa, 70% do capital é estrangeiro e, desse montante, 50% norte-americano. “Diante dessa polarização, fato é que o Bolsonaro tem posicionamentos controversos, declarações e atitudes que não agradam as pessoas, mas o investidor estrangeiro não quer saber disso. E uma eventual eleição do candidato do PT, com toda insegurança jurídica já comprovada, com os 14 milhões de desempregados gerados e toda a lambança que foi feita, será muito danosa à economia do Brasil, porque vai afastar o investidor”.

André César enfatiza que as reações demoram mais no campo econômico. “Em curto e médio prazos, não teremos resposta imediata da economia. Chamo esse governo de “governo ponte” porque vai levar um tempo para maturar suas propostas, caso aprovadas, e somente a partir 2022, seja na reeleição ou um novo governo, que colherá, de fato, os frutos dessa retomada consistente e sustentável”, prevê.


 Leia Mais

Justiça Eleitoral alerta sobre boato envolvendo voto incompleto ou parcial
Eleitor pode conferir locais de votação pela internet
Manifestações marcam o fim de semana
Os rumos da eleição presidencial

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!