Segurança pública faz operação para garantir a liberação de rodovias

Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES

Durante coletiva, o governador e o secretário de Segurança Pública explicaram como o Estado vai proceder durante a greve dos caminhoneiros

Diante da greve dos caminhoneiros que já dura cinco dias, a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), começou uma operação, nesta sexta-feira (25).

Por meio de uma entrevista coletiva, no Palácio Anchieta, o governador Paulo Hartung e o secretário de Estado de Segurança Publica Nylton Rodrigues Ribeiro Filho explicaram como o Espírito Santo garantirá o abastecimento de ônibus, viaturas e veículos da saúde circulando normalmente, além da liberação dos pontos das estradas que cortam o Estado.

Caminhões-tanque saíram escoltados por viaturas da PMES de setores de granéis líquidos de portos localizados na Grande Vitória. Participam das operações policiais militares do 4º Batalhão (Vila Velha), do 6º Batalhão (Serra), do 7º Batalhão (Cariacica), do Regimento de Polícia Montada (RPMont), da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp) e da Companhia Especializada com Cães (Ceoc).

Força-tarefa foi realizada pelas equipes da PMES e do Corpo de Bombeiros / Foto: Reprodução

O governador Paulo Hartung afirmou que o Estado está empenhado em atuar a favor da população nesse momento de crise. “Focamos na nossa atuação das nossas forças policiais e também na defesa civil no sentido de buscar a normalidade quanto a prestação de serviços essenciais para manter o transporte coletivo, os hospitais funcionando na medida do possível e para que a população tenha acesso à alimentação”, contou.

Hartung informou que se reuniu com representantes dos caminhoneiros e chegaram a um consenso. “Recebemos o líder do movimento dos caminhoneiros, junto com o chefe do meu gabinete, representantes da PM e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, e estamos em constante diálogo. Estamos preparados para agir diante da necessidade da sociedade”, argumentou.

De acordo com o secretário, os militares estão responsáveis por realizar o patrulhamento ostensivo, garantindo a segurança da população. “Estamos mobilizados para garantir o acesso aos serviços da população. Todas as garagens dos nossos sistemas estão funcionando com 100% da capacidade. Os postos estão abastecidos para garantir a circulação de todos as viaturas e veículos de segurança para que a população não fique desassistida”, disse.

Nylton Rodrigues ainda disse que prefere acreditar que o bom senso prevalecerá, mas que a Sesp já tem estratégias para desobstruir as rodovias. “Já temos nosso plano de ação para que, se necessário, possamos usar para que todas as forças da Sesp façam valer o interesse público, que é ter acesso aos produtos humanitários, de sobrevivência”, destacou.

Além disso, o secretário afirmou que os caminhões que estão nas rodovias não estão bloqueando-as. Se houver bloqueios de vias a Polícia Militar atuará junto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para liberar os produtos. “Nosso serviço de inteligência da Sesp, e PMES e Polícia Civil (PC) já levantaram pontos das estradas, que estão sendo monitorados, para que sejam efetivamente liberados os produtos que estão presos nos caminhões”, finalizou.

 

 

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!