Como surgiu e para que serve o cooperativismo?

Foto: Reprodução

Entrar em uma cooperativa, na maioria das vezes, é mais vantajoso. O tema será abordado durante o ES Brasil Debate, que será realizado no dia 10 de dezembro, em Vitória

Partindo do princípio de uma preocupação e consciência social, o cooperativismo surgiu em 1844, na Inglaterra, ainda no período da Revolução Industrial, com a intenção de atender aos desejos de uma sociedade, um grupo em comum.

O sistema tem provado sua importância no combate às desigualdades, desempenhando papel fundamental na inclusão social e econômica, além do desenvolvimento sustentável do planeta.

De acordo com a Cotrijal, portal especializado no setor, o cooperativismo se difundiu para outras partes do planeta e, atualmente, já conta com mais de 1 bilhão de membros e clientes em todo o mundo. No Brasil, 46 milhões são beneficiados pela forma cooperativista de se trabalhar.

Além disso, cerca de 11,5 milhões estão ligados diretamente a uma das mais de 6,8 mil cooperativas atuantes no país, em 13 ramos diferentes: agropecuário, consumo, crédito, educacional, especial, habitacional, infraestrutura, mineral, produção, saúde, trabalho, transporte e turismo e lazer.

Desta forma, o cooperativismo atua estruturado e fundamentado para a economia do país e tem por objetivo ser cada vez mais conhecido e compreendido como um sistema integrado e forte.

ES Brasil Debate

Esse tema também será abordado no dia 10 de dezembro, durante a edição do ES Brasil Debate, às 19h30, no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Vitória.

Com o tema “Cooperativismo: juntos sempre mais fortes”, o evento, que tem a entrada, gratuita, abordará as mudanças do setor, as conquistas alcançadas ao longo do tempo, bem como as cooperativas têm se destacado, entre outros assuntos.

Estão confirmados para o debate o assessor Jurídico do Sistema OCB/ES, Arlan Simões Taufner, o superintendente do Sebrae-ES, José Eugênio Vieira, o diretor Executivo do Sicoob, Nailson Dalla Bernadina e o vice-presidente da Coopeavi, Denilson Protatz. O moderador será o superintendente do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira.

A programação conta com o apoio institucional da Organização das Cooperativas Brasileiras (Sistema OCB/ES) e do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), além do próprio Sebrae. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo endereço debate.esbrasil.com.br.

O que é cooperativismo?

Segundo informações do Sistema OCB-ES, o cooperativismo é uma forma de organização que tem como diferencial promover, de modo simultâneo, o desenvolvimento econômico e o bem-estar social. Baseada na união de pessoas, sendo este o seu maior capital, a atividade tem como referenciais a participação democrática, a solidariedade, a independência, a autonomia e busca pela prosperidade conjunta, e não pela individual. Por sua natureza e particularidades, alia o economicamente viável ao ecologicamente correto e ao socialmente justo. É um movimento capaz de devolver para as pessoas o resultado do trabalho, pois tem em seu centro o ser humano.

Para que o brasileiro conheça melhor esse engajamento tão difundido no mundo, o setor criou o “SomosCoop”. Seu principal objetivo é conectar cooperativas, cooperados e integrantes do Sistema OCB em torno de uma única causa para tornar o trabalho empreendido conhecido e reconhecido na sociedade. Esse movimento busca despertar a consciência das pessoas para a importância do cooperativismo e gerar orgulho naqueles que abraçam a causa.

ES Brasil Debate
Cooperativismo: juntos sempre mais fortes
Data: 10 de dezembro (segunda-feira)
Horário: 19h30
Local: Auditório do Sebrae-ES
Endereço: Rua Belmiro Rodrigues da Silva, 170, Enseada do Suá, Vitória.
Inscrições gratuitas
Inscrições: debate.esbrasil.com.br
Informações: (27) 2123-6520
Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!