O ódio nas redes

Foto: Arquivo Google

As mídias sociais têm sido ambientes cada vez mais propícios para a disseminação do ódio. É preciso avaliar até que ponto isso pode ser nocivo

Nas redes sociais, mais ódio, e um ódio que toma proporções virtuais e reais incalculáveis. As pessoas manifestam ranço e raiva de tudo: de uma simples opinião diferente da sua; de uma ideologia que condenam, de uma vereadora assassinada que acreditam ter sido defensora de bandidos, esquerdopata e outros tantos estereótipos; de alguém que defenda uma causa que elas não apoiam; de um torcedor de outro time.

A gente nem nota, mas alimenta o ódio o tempo todo. E algumas pessoas despejam esses ódios todos sem pudor, seja no mundo real, seja no virtual.

Faltam filtro e bom senso. Ódio não resolve nem melhora nada. Críticas que mais machucam e, geralmente, condenam sem direito à defesa são muito mais destrutivas do que agregadoras. É tempo de a gente fazer o caminho de volta.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!