O gestor: um descobridor de novas terras

Em tempos de turbulência e escassez, é praticamente o movimento consciente e instintivo que nos leva a agir no sentido de chegar ao lugar seguro. Tenho observado que esse momento em que a palavra “crise”  se tornou tão popular, muitos empresários aproveitaram para diminuir  seu quadro funcional e seus produtos de frente, quando ainda poderiam  manter a máquina girando. Muitas pessoas também estão alegando que  esse momento as pegou de surpresa, culpando vários setores, pessoas,  governo, etc. Mas vamos lá: o que temos que aprender com tudo isso? Um  ditado cabe bem nesse momento: Existem dois tipos de pessoas “as que  choram e as que vendem lenço”. Se você ficar focado no problema nunca  alcançará a saída! O gestor, além de tantas atribuições, cabe ser  também o descobridor de novas terras, para que a organização esteja sempre em solo firme. Cabe lembrar que nesses tempos conturbados da economia e da política,  olhar com mais carinho para dentro da empresa é reconhecer os  verdadeiros talentos e potencialidades que estão dispostos a  enfrentarem os ventos fortes e as altas ondas e, nessa travessia,  queiram chegar em solo firme.

Por um olhar mais otimista, penso que  esse momento é propício para purificarmos nossos valores e criarmos  uma nova pedagogia de trabalho onde a zona de conforto seja apenas um  tempo de férias por ano, pois o trabalho como um todo passa a ser um  prazer incalculável, não menos desafiador. Certamente o povo estava  acomodado, assim como as receitas em muitas empresas e seus lucros, e  com a “crise” passamos a rever gastos e comportamentos. As pessoas  começaram a entender que é preciso agir diferente, já que ninguém sabe  o dia de amanhã. Nunca se ouviu falar tanto em orçamento, consumo,  planejamento, inovação, criatividade, empreendedorismo, como nos dias atuais. Surgiram novos postos de trabalho focados em suprirem essas  novas demandas, mas não podemos nos esquecer que é necessário estar  preparado, e a gestão é fundamental para que o novo não se torne velho  mesmo antes de nascer.

Vou deixar aqui minha sugestão: Tenha um sonho. Visualize esse sonho  todos os dias em sua mente, durante todo o dia. Pesquise, leia, busque  sintonia com o que você deseja. Planeje. Determine uma data para  inicio, meio e conclusão de cada etapa de seu projeto. NÃO DESISTA  NUNCA. Deixe espaços para driblar as adversidades (tente prever). E o  mais importante: AME O QUE VOCÊ FAZ! O gestor é um capitão guiando sua embarcação em tempos turbulentos,  mas sabe que levará toda a tripulação à terras seguras!

Lourenço Mascarenhas é palestrante e diretor da LAM Palestras e Treinamentos.

Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome