Brasileiros desenvolvem nova tecnologia que recicla metais de lixo eletrônico

Foto: Reprodução

O projeto criado em 2004, por cientistas de São Paulo, visa a solucionar o problema de descarte inadequado de lixo eletrônico

O lixo eletrônico é considerado um problema global, por isso um grupo de pesquisadores do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, de Campinas, em São Paulo, desenvolveram uma técnica diferenciada para reciclagem de materiais preciosos extraídos desse tipo de lixo.

De acordo com o Canaltech, materiais como ouro, prata, cobre e paládio, presentes em placas de computadores e dispositivos móveis, são retirados por meio de processos mecânicos, de hidrometalurgia e biometalurgia. Além disso, a técnica ajuda no descarte de metais pesados presentes em tais componentes.

O projeto, intitulado Rematronic, começou em 2014, contando com investimentos de R$ 8 milhões do BNDES, além da parceria com a Gestora de Resíduos Industriais (GRI), que detém parte dos direitos das pesquisas.

Chips de celulares, placas de computador e outros eletrônicos serão utilizados no projeto, que visa a aproveitar para criar soluções para outros tipos de resíduos eletrônicos, como pilhas e baterias, que também contaminam o meio ambiente em descartes inadequados.

 

 

 

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!