Dica de leitura: ‘Na minha pele’, de Lázaro Ramos

Na minha pele

Lançado em julho deste ano, o livro ‘Na minha pele’ promove uma reflexão sobre o racismo e a formação de identidade

No livro ‘Na minha pele’, o ator Lázaro Ramos divide com o leitor suas reflexões sobre racismo, gênero, família, empoderamento, afetividade e discriminação. A obra, que foi lançada em julho deste ano, mostra episódios íntimos da vida do artista, bem como suas dúvidas, descobertas e conquistas. Movido pelo desejo de viver num mundo em que a pluralidade cultural, racial, étnica e social seja vista como um valor positivo e não uma ameaça, o livro ‘Na minha pele’ destaca a importância do diálogo em um mundo tão cheio de preconceitos.

Uma leitura reveladora e agradável, que propõe mudanças significativas e convoca o leitor a ser mais atento ao que acontece com o próximo. “Estas páginas foram elaboradas por várias vozes. É uma narrativa capitaneada por mim, mas que conta com a contribuição de uma série de personagens — alguns famosos e muitos anônimos —, que se reúne aqui para construir um caudaloso fluxo de informações, sentimentos e reflexões”, revelou o autor.

‘Na minha pele’ mistura autobiografia e diário, falando de intimidades que emocionam e também incomodam. Assuntos que segundo Lázaro Ramos, começaram a surgir após o casamento com a atriz Taís Araújo e o nascimento dos filhos João Vicente e Maria Antônia, momentos que levaram o artista a se questionar sobre questões urgentes para a sua vida e para o Brasil.

LEIA TAMBÉM:
Compartilhe