Muqui: Sítio histórico mais rico do Espírito Santo

Muqui
A Fazenda Santa Rita, localizada a 5 km do centro, possui a mesma arquitetura desde a sua construção - Foto: Hilquias Darcley

Envolvida por belas serras, matas e uma história de dar inveja em qualquer um, o charmoso município de Muqui, localizado ao Sul do Espírito Santo, é umas das opções para quem quer descansar e conhecer a história do Estado.

 O nome, de origem indígena, significa “entre morros”, fazendo alusão à sua posição geográfica, entre as formações montanhosas. O município, situado na região dos Vales e dos Cafés, a 180 km de distância até a capital, Vitória, é conhecido pelos casarios construídos no começo do século 20.

O sítio histórico de Muqui é o maior já tombado no Espírito Santo e está localizado na sede. Nele podem ser encontrados 186 patrimônios, embelezado pelo Jardim Municipal (espécie de parque ajardinado), que lhe dão vida. Além disso, as construções antigas, como a Estrada de Ferro Leopoldina, que levava várias cargas nos trens que também transportavam milhões de pessoas ao longo do dia, além da igreja principal da cidade, na mesma rua, fazem parte dos pontos turísticos a serem visitados no município.

História

A história de Muqui começa em 1850, com a chegada de imigrantes do Vale do Paraíba. Os recém-chegados desejavam terras para plantio do café, considerado hoje uma das atividades econômicas mais importantes do município.

Criada oficialmente em 1902, Muqui viveu os anos “áureos”, por conta das plantações de café, em um período de muita riqueza. Nas décadas de 1920 e 1930 construíram-se casarões, sobrados e palacetes, compondo uma arquitetura requintada. Muqui também tem como tradição as manifestações folclóricas e artísticas do Carnaval de Boi Pintadinho e no Encontro Nacional de Folia de Reis. Atualmente, são 12 grupos de Folia de Reis que, no período do ciclo natalino, saem pelas ruas e casas da cidade.

O que visitar?

Muqui. Aonde Ir
A igreja matriz foi construída obedecendo a arte bizantina – Foto: Hilquias Darcley
Igreja Matriz São João Batista

Foi fundada em 1917. Em 1936, graças ao padre Pedro, um novo templo foi construído, obedecendo ao estilo bizantino. Localizada no centro da cidade, a igreja, que leva o nome do padroeiro da cidade, é visitada pelos fiéis e turistas, que conferem a sua beleza, com vitrais fabricados em São Paulo e no Rio de Janeiro e pinturas do italiano Giuseppe Irlandini, feitas na década de 1940.

Como chegar: Rua Cel. Luís Carlos, nº 55 – Conjunto BNH, Muqui /ES


Muqui. Aonde Ir
A Fazenda Santa Rita existe desde 1860. Foi a primeira fazenda a possuir luz elétrica e telefone – Foto: Hilquias Darcley
Fazenda Santa Rita

Com 150 anos de existência, a fazenda recebe os turistas com uma história surpreendente do casarão mais antigo do município. Quem passa por lá pode conferir as dependências, que mantêm a arquitetura preservada desde a época em que foi construído, além de trilhas ecológicas, piscinas naturais, passeio de charrete, quadra de futebol e galeria de arte. O local também é alugado para eventos. As visitas precisam ser agendas.

Como chegar: saindo de Muqui seguindo para Mimoso do Sul, fica a apenas 5 km da sede/Rodovia Sebastião Tâmara (Muqui x Mimoso), km 5


Muqui. Aonde Ir
A centenária Fazenda dos Andes está situada na Serra da Morubia – Foto: Secretaria de Turismo Muqui
Fazenda dos Andes

O roteiro mais famoso de Muqui é conhecido por todos da região como o mais gostoso de ser realizado. Nele é possível conferir a Fazenda dos Andes, com sua estrutura levantada há mais de 100 anos. Para conhecer as dependências com mais tranquilidade, o turista pode se hospedar no casarão que preserva os objetos, móveis, utensílios, fotografias e quadros que eram utilizados no dia-a-dia das famílias daquela época. As visitas precisam ser agendas.

Como chegar: indo pela ES-289, chegar à estrada Muqui x Fortaleza.
A fazenda fica localizada no km 9.


Muqui. Aonde Ir
O Jardim Municipal transformou-se em uma espécie de parque visitado por muitos turistas – Foto: Hilquias Darcley
Jardim Municipal de Muqui

Em 1914, o Jardim Municipal era apenas uma área com uma farta vegetação, repleta de plantas e árvores. Era uma área rebaixada com um chafariz praticamente coberto pelas plantas que não eram aparadas. Já em 1919, o jardim foi arborizado, tendo seu acesso por uma escadaria de dois degraus que o circundava e um chafariz ao meio.
O terreno de 1.972 metros quadrados foi doado pelo Bispo Benedito Paulo Alves de Souza, área do Patrimônio da Igreja.

Como chegar: a 169 quilômetros da capital, Vitória, o acesso pode ser feito pela BR-262, BR-101 e ES-261. O jardim fica no centro da cidade.

Fazenda Santa Rita

Telefone: (28) 99883-7207 / (28) 99966-7103
www.fazendasantaritaes.com.br

Fazenda dos Andes

Telefone: (28) 9922-5885 / 9985-0624 / 9985-0624
(28) 3554-1146 /3554-1146

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!