Mobilidade urbana será tema do próximo ES Brasil Debate

O aumento da população na região metropolitana, a ausência de planejamento integrado como ferramenta de gestão e o crescente número de veículos nas ruas são fatores que têm gerado problemas cada vez mais graves de mobilidade urbana, um tema debatido há mais de uma década na ES Brasil

E essa expansão desordenada deteriora a qualidade de vida das pessoas nas cidades, que não têm mais para onde crescer.

Para se ter uma ideia de o quanto esse desafio se intensifica, em novembro de 2013, quando a população da Grande Vitória era de 1,78 milhão de habitantes, realizamos o primeiro ES Brasil Debate com o tema mobilidade urbana. Naquele ano, especialistas já apontaram soluções possíveis para o transporte coletivo, a necessidade de mudanças de comportamento e outras estratégias que deveriam ser incluídas na estruturação de políticas públicas. Este ano, a população atual dos sete municípios que integram a Grande Vitória ultrapassou a marca de 2,1 milhões de habitantes.

Por isso, mais uma vez vamos reunir um time de especialistas para discutir sobre mobilidade urbana, no próximo ES Brasil Debate, em outubro. Intermodalidade no transporte, maior números de ônibus, corredores exclusivos – BRT (ônibus) e VLT (trem)–, aquaviário, aumento dos postos de bike e construção estão entre os tópicos que iremos abordar no evento.

Vitória ganha mais 10 estações do Bike Vitória

Outra questão que irá integrar o nosso debate é a exigência trazida pela Política Nacional de Mobilidade Urbana para que sejam elaborados Planos Municipais de Mobilidade Urbana, já inserindo medidas conjuntas na região metropolitana, com atenção especial às áreas conurbadas entre Vitória, Serra, Cariacica, Viana e Vila Velha.

Hoje no Brasil existem mais de 60 regiões metropolitanas e cinco aglomerações urbanas e, na avaliação do coordenador do Núcleo Vitória do Instituto Observatório das Metrópoles, o professor Pablo Lira, a complexidade desses espaços, que abrigam mais de 100 milhões de brasileiros e concentram mais de 60% do PIB nacional, demanda maior integração entre União, estados e municípios. Segundo ele, esse é o único caminho “para o cumprimento de funções públicas de interesse comum nas dimensões da habitação, saneamento básico, mobilidade urbana, segurança pública e meio ambiente, dentre outras”.

“Já em 2015 escrevi um artigo para a ES Brasil apontando que a elaboração e a implementação das políticas públicas de desdobramento metropolitano deveriam ser embasadas em um planejamento orientado por informações estratégicas. Nesse sentido, temos destacado há anos a relevância dos Planos de Desenvolvimento Urbano Integrado, que deverão ser elaborados até 2018, instituídos por lei estadual e revisados a cada 10 anos”, enfatiza Lira.

A integração entre linhas municipais de transporte público, especialmente as de Vila Velha e Vitória, e o sistema Transcol tem sido apontada como a ação mais importante por diversos especialistas. “Não haverá resultado eficaz enquanto diferentes soluções forem definidas em cidades tão próximas. A melhoria no transporte da Grande Vitória depende de ações sistêmicas”, defende a engenheira civil e professora de Infraestrutura de Transportes da Universidade de Vila Velha (UVV), Gesiane Silveira Pereira.

ES Brasil Debate

Desde 2009, o ES Brasil Debate se apresenta como uma das principais vias de discussão voltadas para o crescimento do Espírito Santo. Expectativas para os cenários político-econômicos, gestão portuária, saúde pública, capacitação profissional e diversos outros temas já pautaram edições anteriores do evento.

Em todas as edições, a revista ES Brasil reúne especialistas para avaliar as mais relevantes e atuais questões que envolvem o tema proposto, além de compartilhar com o seleto público participante do encontro análises exclusivas, que contribuem para reflexão, formação de opinião, conhecimento e tomada de decisões.

As quatro últimas foram em 2016: “Estratégias de combate às epidemias provocadas pelo Aedes aegypti”; “Investimento, infraestrutura e conhecimento: os caminhos para a inovação” ; e “Novo cooperativismo”. Em maio deste ano, o tema “0s novos caminhos para a logística no Espírito Santo” abriu a série de debates.

Leia mais em:

Mobilidade Urbana: O futuro dos Capixabas sendo construído hoje
Mobilidade urbana começa na sua calçada

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome