Ministra do STF mantém transferência de Cabral para presídio federal

Operação da Polícia Federal prende Sérgio Cabral
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Este é o segundo pedido rejeitado pelo Judiciário para anular a transferência. O primeiro foi negado pela Justiça do Rio de Janeiro.

O Superior Tribunal de Justiça confirmou a transferência do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral para o presídio federal em Campo Grande. A ministra Maria Thereza de Assis Moura negou a liminar para anular a transferência.

A decisão foi tomada nesta sexta-feira (27). O mesmo pedido já havia sido rejeitado pela Justiça do Rio de Janeiro. As informações são da Agência Brasil.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, determinou a ido de Cabral para um presídio federal na última segunda-feira (23). Em depoimento, Cabral demonstrou ter informações sobre a família do juiz.

Ele disse saber que a família de Bretas tem negócios com bijuterias e seria a empresa mais importante do ramo naquele estado. O ex-governador está preso desde novembro do ano passado no Rio pela Operação Lava Jato.

O juiz e o Ministério Público Federal interpretaram a declaração como uma tentativa de intimidação e um indício de que Cabral estaria recebendo informações indevidas dentro do presídio. A defesa de Cabral argumenta que os fatos citados no interrogatório são de conhecimento público.

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome