Mais energia para o sul do Estado

A subestação em Castelo também levará benefícios para os municípios de Conceição do Castelo, de Venda Nova do Imigrante, de Muniz Freire, de Ibatiba, de Iúna, de Irupi e de Ibitirama (Fotografia - Agência Brasil)

Inauguração de melhorias em subestação de energia elétrica, em Castelo, afeta positivamente toda a região

O governador do Estado, Renato Casagrande, fez a primeira visita oficial em sua cidade natal, Castelo, nesta quinta-feira (14), para inaugurar as obras de uma subestação de energia elétrica. A obra da concessionária EDP vai beneficiar mais de 150 mil habitantes da região. O investimento na ampliação e modernização da estrutura é de R$ 10 milhões. A Subestação Castelo teve sua capacidade ampliada em 56 MVA (Megavoltampère), passando de 69 MVA para 125 MVA.

“É uma garantia para que o setor empresarial e as famílias da Região possam investir com segurança. A previsão da empresa é de investir R$ 250 milhões no Espírito Santo. Esse investimento estabiliza a energia aqui na região. Como temos previsão de crescimento nas áreas agrícolas e industrial, o aumento de energia se faz necessário”, afirmou o governador.

O empreendimento trará melhorias também aos clientes dos municípios de Conceição do Castelo, Venda Nova do Imigrante, Muniz Freire, Ibatiba, Iúna, Irupi e Ibitirama. A subestação agora é composta por quatro transformadores de força, sendo dois com 138/69 kV – 50 MVA cada e os outros dois com potência de 69/15 kV – 12,5 MVA cada um.

Governador Renato Casagrande e o diretor da EDP João Brito Martins (Fotografia – Hélio Filho)

Casagrande aproveitou a ocasião para falar sobre os investimentos do Governo do Estado no município: “Estava com saudade de Castelo, mas aproveitamos para reafirmar nossos compromissos com a cidade. Estamos começando o Governo com muito pé no chão, indo com calma e cautela com recursos próprios. Da mesma forma, estamos pisando no acelerador quando temos recursos garantidos de financiamento, de parcerias com o Governo Federal e setor privado”, apontou.

Segundo ele, o sistema de saneamento básico no município será incluído no Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem, que conta com financiamento do Banco Mundial. “Esse saneamento de Castelo virou uma novela e precisamos resolver essa questão. A obra da Escola Estadual João Bley está indo bem. Chegamos ao governo e não paralisamos nenhuma obra e vou governar os quatro anos”, reforçou.

“Na minha primeira gestão fiz um aporte financeiro ao hospital de Castelo, o governo seguinte reduziu e agora preciso de um tempo para ver se conseguimos recompor. Sonhamos com a rodovia até Muniz Freire e posteriormente até Iúna. Chegou a hora de concluir. Comecei a obra na gestão passada, quero recomeçar as obras dessa rodovia esse ano ainda, pois sei que é bom para a região. Já está contratada a obra até [São José de] Fruteiras e é um compromisso que nós temos”, garantiu.

*Da redação com informações do governo do Estado

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!