Lula depõe novamente nesta quarta-feira

Lula

Hoje será a segunda vez que Lula depõe para o juiz federal Sérgio Moro. Há um terceiro depoimento previsto, mas a data ainda não foi marcada.

Nesta quarta-feira (13), a partir das 14 horas, Lula depõe pela segunda vez para o juiz federal Sergio Moro, em Curitiba. O novo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ocorre quatro meses após o primeiro, em maio. Àquela época, Lula prestou esclarecimentos durante quatro horas e meia.

Em maio, Lula foi ouvido como réu no âmbito de uma ação penal em que era acusado de ser beneficiário de um apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo. O imóvel seria resultado de pagamento de propina pela empreiteira OAS.

No dia 10, Lula chegou à capital paranaense de manhã, em um jatinho, e reuniu-se com a ex-presidente Dilma Rousseff no Hotel Pestana. Um esquema especial de segurança foi montado pelo governo do Paraná para evitar confrontos entre manifestantes. Houve bloqueio em um raio de 150 metros em torno do prédio da Justiça Federal. O ex-presidente respondeu às perguntas do juiz Moro no local, no dia seguinte.

Lula – Caso 2

Dessa vez, depõe na ação penal que trata de duas aquisições. Um terreno supostamente destinado ao Instituto Lula, na capital, e um apartamento em São Bernardo do Campo, que seria usado pela família de Lula.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a aquisição dos dois imóveis teria sido feita pela Odebrecht, como pagamento de propina a Lula. A acusação, novamente, é de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa diz que Lula é inocente.

Foto: Márcio Fernandes/ Estadão

Lula ainda deve ser convocado por Moro para um terceiro depoimento, em ação penal relacionada a obras em um sítio em Atibaia, interior de São Paulo. Mas, ainda não há previsão de quando isto deve ocorrer. O MPF afirma que a OAS e a Odebrecht fizeram reformas no imóvel para beneficiar ilegalmente o ex-presidente. Nesse caso, Lula também diz que é inocente.

Mobilização

No dia 11 de maio, quando enfrentou Moro pela primeira vez, Lula foi à capital paranaense no avião do ex-ministro Walfrido Mares Guia. Após o depoimento, foi recebido por quase 20 mil pessoas, em um ato de “solidariedade”.

Segundo UOL, lideranças locais do PT mobilizaram parlamentares, líderes de movimentos sociais de expressão nacional e simpatizantes da sigla para novamente apoiarem Lula hoje. Mas, disseram esperar um público de 4 mil pessoas no ato.

Caravanas

O ex-ministro Gilberto Carvalho, um dos mais próximos de Lula, declarou ao Estadão que a convocação foi restringida aos Estados da Região Sul por uma questão estratégica. A ordem agora, do próprio Lula, é priorizar a agenda política, as caravanas que o petista está realizando pelo Brasil. Assim, PT e aliados irão utilizar os recursos disponíveis para grandes mobilizações na caravana de Lula por Minas, prevista para o fim de outubro.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná afirmou que o efetivo do esquema de segurança para o segundo depoimento do petista será menor do que o de maio, quando foram mobilizados 3 mil agentes.

Leia ainda:

José Dirceu também depõe nesta quarta

 

 

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome