Luciano Rezende: “Um governo com gestão compartilhada precisa ter transparência”

No mês de junho, a Associação Contas Abertas divulgou o Índice de Transparência 2014, que avalia os portais dos governos estaduais e das capitais a partir de três critérios: conteúdo, série histórica e frequência em atualização. O Espírito Santo ocupou lugar de destaque, ficando em 1º lugar, com nota 8,96 entre os Estados, e Vitória alcançou o 2º lugar entre as capitais, com nota 7,61.

As manifestações de 2013 completaram um ano no mês de junho. Desde então, a sociedade está mais atenta ao trabalho de seus governantes?

Sim. No ano passado, mais de cem mil pessoas foram às ruas em Vitória para protestar contra várias coisas. Havia diversas bandeiras entre a população, mas no geral as pessoas pediam uma só coisa: mudança, que inclusive foi o tema da campanha que nos levou até a Prefeitura de Vitória, em 2012.

Por que Vitória ficou em 2º lugar entre as capitais no ranking da transparência da Associação Contas Abertas?

Foi a primeira vez que a Transparência Brasil mediu o ranking entre as capitais, mas Vitória ficaria muito abaixo se continuasse com o antigo Portal da Transparência, que foi reformulado em nossa gestão. A equipe da Controladoria Geral do Município (CGM) da atual administração realizou um trabalho intenso para deixar o Portal da Transparência mais acessível na disponibilização das informações para o cidadão. Um governo com gestão compartilhada precisa ter transparência total e, para alcançar esta meta, nosso compromisso é de aprimorar os instrumentos para deixar as informações mais acessíveis para a população.

Como a transparência contribui no combate a corrupção?

Em Vitória, trabalhamos com respeito ao cidadão e fazemos da gestão compartilhada um modelo de participação popular e transparência que serve de exemplo para todo o país. Quando o morador tem reunidas, num só local, todas as informações sobre onde – e de que forma – está sendo investido o dinheiro público, ele pode acompanhar de perto e isso evita desvios.

Quais as alterações realizadas por sua administração no portal Transparência Vitória?

No portal, estão reunidas as informações referentes à execução orçamentária (receitas e despesas), funcionalismo, contas públicas, contratos, convênios, desapropriações, Plano Plurianual (PPA), além de informações sobre a administração indireta – Companhia de Desenvolvimento de Vitória (CDV) e Instituto de Previdência do Município de Vitória (Ipamv).

No novo Portal da Transparência, disponível no endereço www.transparencia.vitoria.es.gov.br, as despesas são exibidas de forma mais detalhada, em seis categorias: “secretaria”, “função de governo”, “favorecido”, “programa”, “ação” e por “categoria econômica”.

Outra modernização está ligada à apresentação dos valores das receitas e despesas. Anteriormente, os valores eram apresentados de forma anual. Agora, é possível realizar a pesquisa por diferentes períodos: anual, semestral, quadrimestral, trimestral, bimestral e mensal. Além disso, os valores das despesas são exibidos em cinco categorias: orçado, autorizado, reservado, empenhado, liquidado e pago.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome