Ministério Público questiona Guarapari sobre “loteamento” de praias

Praia em Guarapari
Foto: Associação dos Moradores da Praia do Morro

Durante o verão, pessoas reservam à noite espaços na faixa de areia com barracas, o que não é permitido.

O verão em Guarapari sempre traz um grande volume de pessoas que procuram as praias do município. O problema é que a busca por um lugar ao sol causa uma verdadeira competição pela ocupação da faixa de areia. Moradores da cidade reclamam que pessoas fazem um verdadeiro loteamento com barracas, durante a noite, para reservar espaços para o período do dia.

A polêmica chamou tanto a atenção que o Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) deu prazo para a Prefeitura de Guarapari informar as providências que vem adotando para coibir essas práticas.

A utilização abusiva dos espaços públicos tem acontecido, principalmente, nas praias do Morro, das Castanheiras, de Peracanga e das Virtudes. O órgão instaurou um inquérito civil na última quarta-feira (10).

A Prefeitura de Guarapari informou que o município realiza ações para coibir o loteamento irregular das praias. Na última semana, foi disponibilizado um destacamento da Polícia Militar para atuação conjunta com a Secretaria Municipal de Postura e Trânsito (Septran).

A prefeitura também está realizando processo seletivo para contrata agente operacional de ordenamento. Eles atuarão junto aos fiscais na orla, praças, passeios e logradouros públicos, entre janeiro e março de 2018.

O município informou em nota que a colocação de tendas, ombrelones e cadeiras na praia é permitida. Porém, é necessário que estejam em uso no momento e não apenas sirvam para reserva de espaço. Diversos materiais já foram recolhidos por estarem fora de utilização.

Para denunciar o “loteamento” de praias, basta ligar para 3262-9343 / 3262-9335 / 3361-4929 / 3362-9580.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!