Líder é o diferencial nas organizações em tempos de incerteza

O líder empresarial mostra sua alta capacidade de liderança em tempos de incertezas, de adversidade, de crise. Esse tem sido o quadro brasileiro nos últimos tempos. Manter o moral elevado da equipe e promover uma cultura de enxergar além das nuvens de tempestade é tarefa árdua, mas absolutamente necessária. A palavra de ordem é inspirar pessoas, manter o ritmo da motivação e a disciplina do crescimento sustentável.

Ser veloz em adaptar-se a nova realidade, seja do ponto de vista das pessoas como da organização; porque muitas companhias demoram muito a reagir, mantendo-se em uma postura letárgica. Não foi o que vez Steve Jobs na Apple em 1997 quando sua empresa estava a beira da falência. Ele se reinventou, acreditou, tomou a iniciativa e conseguiu transformar a empresa na maior do mundo. Eu detesto escutar esta frase: “estou correndo atrás do prejuízo”.

Minha dica é que você acorde líder e vá a luta. Olhe ao seu redor e encontre as lacunas que podem ser preenchidas no seu negocio. Perceba as oportunidades no meio do caos. Elas existem e estão lá. Se preciso, reposicione o seu negócio de acordo com o mercado, pesquisando e entendendo o rumo que é preciso tomar, calibrando as suas engrenagens empresariais.

Busque ter ao seu lado pessoas capacitadas e que saibam executar, acompanhar e reordenar planos de ação e objetivos. Ninguém é capaz de fazer tudo sozinho ou saber todas as coisas. Se preciso for, contrate, mas mantenha os pés no chão, um olho fixo no fluxo de caixa e outro no relacionamento com os seus clientes. Estabeleça as prioridades, mas não muitas, para não perder o foco.

E, o recado final é executar porque essa é a disciplina dos resultados. Todas as empresas, sejam pequenas ou grandes, acabam por ter processos de operações e pessoal, mas poucas administram esses processos com profundidade e sinergia, visando obter resultados planejados. Muitas vezes, esses processos estão descolados da realidade diária do negócio ou não estão integrados entre si. Atualmente, e mais ainda agora em tempos de aperto, a diferença entre uma empresa e sua concorrente é cada vez mais a sua habilidade em executar com competencia, utilizando-se de pessoas certas nos lugares certos.

Líderes precisam enfatizar a estratégia em todos os níveis da organização, sem perder o foco na implementação. Execução é um conjunto específico de comportamento e técnicas e cabe ao líder criar a atmosfera que permita que todos dominem para que aconteça a vantage competitive. Confesso que é difícil executar porque isso é cultura e precisa ser implantada gradativamente dentro das organizações, como uma disciplina; mas é ligada diretamente ao efeito líder.

Não é defeito líder, hein! O futuro é construído pelas decisões que o líder toma todos os dias e cada uma delas vai influenciar as pessoas e a organização. O papel do líder é decisivo para garantir a saúde e a longevidade sustentável do negócio, entendendo as pessoas, reconhecendo os seus méritos, ensinando, incentivando, mostrando o caminho e liderando pelo exemplo.

Adilson Neves é executive Coach e Consultor em Gestão Estratégica e Recursos Humanos.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome