Kennedy: obras em via principal segue em ritmo acelerado

Preparação da via para receber sistema de captação pluviométrica (Fotografia - Divulgação)

O trecho que receberá asfaltamento é de 2,3 quilômetros, que corresponde à avenida e ruas do entorno

As obras na principal avenida de Presidente Kennedy, a Orestes Bahiense, seguem a todo vapor. A via, que jamais havia recebido serviços de melhoria, serve de acesso para importantes prédios públicos. O trabalho faz parte de um pacote de investimento em obras que já soma R$300 milhões – incluindo projetos – para a melhoria da infraestrutura em todo município. O orçamento da obra está previsto em R$ 7,3 milhões.

O trecho que receberá asfaltamento é de 2,3 quilômetros, que corresponde à avenida e ruas do entorno. Inicialmente está sendo executada a implantação de uma rede de drenagem pluvial. “Depois de concluída esta fase, a empresa deverá executar as rede de captação de esgoto sanitário e a rede de distribuição de água tratada”, explicou o secretário Municipal de Obras, Miguel Ângelo Qualhano.

Segundo o secretário, houve uma recuperação no atraso inicial da obra e já foram executados 30% do programado. “É uma fase intermediária do projeto. Com a chegada da estação chuvosa, o ritmo da obra diminui bastante. Pelos próximos meses vamos ter a obra em ritmo bem lento. A pavimentação ainda deve demorar mais uns 100 dias para ser iniciada”, disse.

Além da pavimentação, a avenida receberá posteriormente obras complementares. O projeto prevê a construção de ciclovia, com atenção ainda para a acessibilidade. Na Orestes Bahiense estão localizadas uma escola de ensino fundamental, uma creche, uma unidade de saúde, além de outros departamentos públicos e empresas privadas.

Obras complementares

– Construção de ciclovia;
– Rede de iluminação com lâmpadas de LED;
– Tratamento dos barrancos com talude e revegetação;
– Paisagismo;
– Urbanismo;
– Calçadas com pisos podotáteis;

Trânsito alterado

Em função dos trabalhos, a Secretaria Municipal de Segurança está orientando os motoristas que necessitem trafegar pelo local, que optem por fazer o retorno para a avenida via rua da capela. “A interdição parcial da Orestes Bahiense aumentou consideravelmente o fluxo na rua Átila Vivácqua, o que tem ocasionado alguns engarrafamentos no local, principalmente no horário de pico (da 11h às 13h e da 16h às 17h”, explicou o secretário Élber Gomes.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!