Começa o inverno e o alerta para cuidados com a saúde na estação

Inverno
Foto: Agência Brasil

O período mais frio do ano começou às 7h07 desta quinta-feira (21)

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o inverno no Hemisfério Sul. A estação mais fria terminará somente em 22 de setembro, quando começa a primavera. Em grande parte do Brasil, este é o período com menos chuvas e temperaturas mais amenas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), isso acontece principalmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e em grande parte da Região Norte.

As chuvas ficam mais concentradas no noroeste da Amazônia, em Roraima e no extremo Sul do país. Com menos precipitação, diminui também a umidade relativa do ar. Isso pode levar ao aumento do número de queimadas e incêndios florestais, além de doenças respiratórias.

Cuidados no banho

Existem alguns hábitos prejudiciais à pele nesse período mais frio. Dois deles estão ligados ao banho e são usar bucha vegetal e tomar banho quente prolongado. Isso porque o tempo seco, quando somado à água quente e o atrito da bucha, ajuda a ressecar a pele.

De acordo com a dermatologista Lívia Borges, da Santé Vitória, em altas temperaturas, a água pode provocar desidratação, secura e até flacidez na pele.

“Isso acontece porque a água quente remove o manto hidrolipídico, que é a camada protetora responsável pela formação dos lipídios que ajudam a manter a pele hidratada”, explica.

Também prejudicial a hidratação da pele, a bucha vegetal retira a camada protetora, removendo, removendo a oleosidade e ressecando a pele. “Apesar de serem conhecidas por ajudar na esfoliação, seu efeito mais prejudica do que auxilia a beleza da pele”, afirma a dermatologista.

Os cabelos também sofrem com os banhos quentes. As altas temperaturas podem aumentar problemas com queda, caspa e oleosidade. Por isso, durante o inverno, é importante ficar atento a um banho rápido, com um sabonete sem detergente, e bom hidratante depois.

Inverno

São características do inverno as incursões de massas de ar frio vindas do Sul do continente. Isso causa queda acentuada da temperatura e formação de nevoeiros e névoas úmidas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Aumenta também a incidência de geadas nas regiões Sul e Sudeste, bem como no sul de Mato Grosso do Sul.

Há também a possibilidade de neve nas áreas serranas e de planaltos da Região Sul. Entre as cidades que podem registrar o fenômeno estão: Palmas, no Paraná; Urupema, Urubici, São Joaquim e Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina; Bom Jesus e São José dos Ausentes, Rio Grande do Sul.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!