Inclusão de pessoas com deficiência é pequena

Apesar da importância e da obrigatoriedade legal, a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho formal ainda é pequena


De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 24% dos brasileiros (45 milhões de pessoas) possuem algum tipo de deficiência e, desse total, apenas 1% se encontra empregado atualmente (403.255 profissionais).

Segundo a Lei de Cotas (Lei nº 8213/1991), se a empresa possui entre 100 e 200 empregados, 2% das vagas devem ser garantidas a beneficiários reabilitados e pessoas com deficiência. Uma porcentagem que varia de acordo com o número total de contratados, chegando a um máximo de 5% caso haja mais de 1.001 funcionários.

“Não é um favor, é uma função social. Queremos mudar essa visão e tirar a ideia que a pessoa com deficiência deve receber tratamento assistencial. Ela não quer isso e não seria bom para a sociedade. Não queremos o modelo de assistencialismo, queremos o modelo de inclusão”, disse a secretária de Inspeção do Trabalho do Ministério do Trabalho, Maria Teresa Pacheco Jensen.

Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome