Hartung anuncia R$ 1 bi para 2018 e comenta situação eleitoral

governador Paulo Hartung
Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES

Governador declarou aos jornalistas que ainda é cedo para definir o cenário de disputa do ano que vem e que uma saída do MDB só aconteceria em março.

O governador Paulo Hartung termina o ano com o anúncio de R$ 1 bilhão em investimentos para 2018. Em entrevista coletiva à imprensa, ele fez um balanço dos últimos 12 meses de gestão, além de comentar a evolução do Estado durante este que é o terceiro mandato no comando do Executivo capixaba.

Em meio a um cenário de indeterminações eleitorais, Hartung também se posicionou sobre uma possível participação dele na disputa pelo Palácio do Planalto no ano que vem. “Qualquer decisão tomada agora seria precipitada”, disparou. Ele afirma que só terá uma definição a partir do mês de março, inclusive sobre a possível saída do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido ao qual se afiliou em 1979 e ficou até 1988, e novamente entrou para a legenda em 2005.

O governador aposta no fortalecimento do centro político como forma de enfrentar os discursos extremos. Ele explicou que essa parte do espectro partidário seria formado pela junção do centro-esquerda com os liberais reformistas.

R$ 1 bilhão para 2018

Os valores revelados pelo governo incluem recursos para: a implantação de 15 novas Escolas Vivas; a conclusão de quatro unidades da Rede Cuidar e início da construção do Hospital Geral de Cariacica; a construção e reforma de unidades das Polícias Civil e Militar e aquisição de novas viaturas; a conclusão de 48 barragens; além de obras, serviços e entregas de importantes eixos viários na Região Metropolitana e no interior.

“Terminamos 2017 muito bem, depois de enfrentar desafios, e pisamos em 2018 com uma situação diferenciada. O Estado saiu bem posicionado para as oportunidades do período pós-crise”, destacou Hartung.

Sobre o anúncio de investimento, o governador destacou que o Estado retoma um antigo patamar de aplicação dos recursos em infraestrutura. Ele disse também que o governo prevê um superávit de R$ 300 milhões para o exercício fiscal.

“Nosso Estado, neste segundo semestre, já saiu da recessão mesmo com a Samarco, que representa 5% do PIB [Produto Interno Bruto], parada. Temos outro sinal importante da economia que é o crescimento na geração de postos de empregos. A receita está crescendo lentamente neste segundo semestre, o que permitiu dar o auxílio-alimentação reivindicado pelos servidores, abono neste ano e programar um reajuste para o ano que vem”, declarou.

Hartung considera que o conjunto de investimentos é resultado do ajuste fiscal. A política de gestão adotada por ele e sua equipe teria possibilitado o Espírito Santo ser referência em gestão pública e em transparência. A economia capixaba foi uma das primeiras a dar sinais de recuperação, garantindo, assim, mais oportunidades para atrair investimentos. É uma realidade diferente de vários estados do país. “Nunca vi o Estado ganhar tanta admiração externa quanto nos últimos anos”, comentou o governador.

Confira aqui o Balanço de 2017.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!