Greve dos rodoviários chega ao terceiro dia na Grande Vitória

greve dos Rodoviários (Sindirodoviários)
Foto: Divulgação/Arquivo

Trabalhadores e empresas apresentam nesta quinta (28) suas razões no dissídio ao TRT.

Foi só o Natal passar e os rodoviários da Grande Vitória iniciaram o período de greve. Desde o primeiro minuto dessa terça-feira (26), a categoria se movimenta para conseguir reajuste de, pelo menos, 5%. Cerca de 600 mil pessoas utilizam todos os dias o Sistema Transcol, que interliga os municípios da Região Metropolitana.

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) fez a contraproposta de reajuste de quase 2%, que foi rejeitados pelos trabalhadores.

O dissídio coletivo entre os trabalhadores e os sindicatos patronais está aberto no Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES). As duas partes devem apresentar suas argumentações e reivindicações até esta quinta-feira (28).

A Justiça havia proibido a greve no período anterior ao Natal, mas permitiu a paralisação após a data. Então, o Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários-ES) se comprometeu a esperar o fim do feriado em acordo com o Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo.

O TRT decidiu que 70% da frota deve circular entre as 6 e as 9 horas da manhã e entre as 17 e as 20 horas. Estes são os horários de pico de movimentação dos passageiros. Nos outros intervalos, a obrigação é de rodar 50% dos ônibus. O descumprimento desta e de outras determinações da Justiça podem trazer ao Sindirodoviários um prejuízo de R$ 200 mil aplicado em forma de multa.