Findes anuncia laboratório de inovação no lugar de restaurante giratório

Estrutura do Findes LAB
Foto: Divulgação

Serão investidos mais R$ 9,5 milhões e a obra deve ficar pronta em setembro de 2019

Depois de mais de dois anos após desistir da construção do restaurante giratório, a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) divulgou que a estrutura metálica instalada no topo da sede, localizada em Vitória, vai abrigar laboratório para desenvolvimento de produtos inovadores. O prazo para a conclusão foi estipulado para setembro de 2019.

O anúncio foi feito pelo presidente da Findes, Léo de Castro, na tarde desta quinta-feira (10). Descartando o giro de 360 graus, o local será utilizado pelo FindesLAB. Serão investidos R$ 9,5 milhões, com recursos obtidos junto à Confederação Nacional da Indústria.

“Esta é uma demanda do setor empresarial desde o início da nossa gestão. É importante destacar que não há recursos públicos investidos; somente dinheiro das indústrias do Brasil”. Segundo Castro, foi necessário realizar estudos sobre a estrutura e como operacionalizá-la, além de avaliar a viabilidade econômica de uso.

Segundo análise da Findes, o edifício-sede poderia suportar até 425 toneladas de carga adicional. Porém, a ideia é simplificar a conclusão da obra com acréscimo de apenas 136 toneladas, que representa 32% da capacidade total. Para a conclusão, serão acrescentadas 31 toneladas de aço à estrutura atual. A obra já obteve alvará de execução, aprovação na prefeitura de Vitória e no Corpo de Bombeiros, além de licença ambiental.

Velhos e novos valores

A obra na sede da Findes totaliza, até o momento, um investimento de R$ 17,6 milhões. Deste valor, apenas 30% do total, ou R$ 5,3 milhões, são referentes à estrutura metálica.

Os demais R$ 12,3 milhões foram utilizados nas seguintes obras: construção da torre com 14 andares na lateral do prédio; escada de emergência pressurizada; dois novos elevadores e passarelas para acesso ao edifício; além de um novo hall de entrada.

O novo projeto estrutural da estrutura metálica foi elaborado pela Controlatto. A empresa está envolvida em obras nacionalmente conhecidas, como a Ponte Rio‐Niterói.

Questão judicial

A Findes foi condenada pelo Tribunal de Contas da União a devolver R$ 12,8 milhões ao Sesi, em decisão que descartou qualquer indício de má‐fé. A devolução dos recursos vem sendo realizada em parcelas e, até o momento, foram pagos R$ 4,4 milhões ao Sesi.

A estrutura metálica foi periciada e a Findes obteve, no dia 22 de março, autorização judicial para início das obras.

Situação atual

Detalhamento da obra já executada:
• Torre de 14 andares;
• Dois novos elevadores;
• Novo hall de entrada;
• Novas passarelas;
• Nova escadaria;

Investimento realizado
• Estrutura metálica representa 30% do valor
investido até o momento;
• R$ 12,3 milhões em obra civil;
• R$ 5,3 milhões na estrutura metálica;
Total: R$ 17,6 milhões.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!