Febre aftosa: mais de 1,8 milhões de animais vacinados no ES

Foto: Reprodução

O número é considerado satisfatório pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf)

De acordo com relatório divulgado pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) houve a comprovação de 1.872.013 animais (97,02%) vacinados contra febre aftosa em todo o Estado na última etapa da campanha de vacinação realizada no mês de novembro. Na ocasião, foram imunizados bovinos e bubalinos (búfalos) de todas as faixas etárias.

Os dados apresentados mostram que o procedimento foi realizado em 93,97% das propriedades (quase 30 mil). Segundo o diretor-presidente do Idaf, Júnior Abreu, os números têm se mantido relativamente estáveis nos últimos anos.

“O compromisso do produtor com a vacinação é essencial para proteger seu patrimônio e fortalecer a pecuária capixaba. O Espírito Santo, assim como o restante do país, está caminhando para a possibilidade de retirada da vacinação até 2021, por isso, precisamos ser ainda mais vigilantes para evitar a ocorrência da doença”, explicou Abreu.

A última ocorrência da doença no Estado foi registrada em 1996. Desde 2001, o Estado é reconhecido internacionalmente com o status de livre com vacinação. Esse reconhecimento garante a comercialização da carne bovina para mercados exigentes, como União Europeia, Chile e União Aduaneira.

A próxima etapa de vacinação acontece em maio, quando devem ser vacinados apenas os animais com até dois anos de idade.

Destaques da etapa

Nos municípios de Bom Jesus do Norte, Governador Lindenberg, Ibiraçu, João Neiva, Marilândia, Vila Pavão, Vila Valério e Vitória, 100% das propriedades comprovaram a vacinação. Também merecem destaque as cidades em que houve a comprovação de vacinação de mais de 99% do rebanho. São elas: Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Conceição do Castelo, Fundão, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Muqui e São Gabriel da Palha.

Produtores que não vacinaram

Os proprietários que não vacinaram seu rebanho devem procurar o Idaf para receber a autorização para compra da vacina fora do período da campanha. Os faltosos estão sujeitos a multa e a propriedade fica impedida de movimentar seus bovinos e bubalinos até que a situação seja regularizada.

 

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!