Faturamento e empregos caem na indústria entre fevereiro e março

Indústria
Foto: Agência Brasil

A Confederação Nacional da Indústria divulgou nesta quarta (2) os Indicadores Industriais

O emprego na indústria tem queda de 0,2% entre fevereiro e março, segundo informações da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A entidade divulgou nesta quarta-feira (2) os Indicadores Industriais. Apesar da quebra de uma série de altas durante cinco meses, na comparação com março do ano passado, houve aumento de 0,5%.

Apesar do recuo no emprego, houve um aumento no rendimento médio real dos trabalhadores – 2% em março – em relação a fevereiro. A alta do mês passado é a terceira consecutiva. Na comparação com março de 2017, o rendimento médio real subiu 2,2%. As informações são da Agência Brasil.

Também houve ligeiro crescimento da fração do parque industrial que está operando. A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) cresceu 0,2 ponto percentual entre fevereiro e março de 2018. Assim, o índice alcançou 78,2%, que é o maior percentual desde julho de 2015, quando a UCI ficou em 78,5%.

O faturamento caiu 2,5% em março em relação a fevereiro. Esta é a primeira redução após dois meses de alta e o pior resultado em cinco meses. As horas trabalhadas tiveram a segunda queda consecutiva – de 0,9% – entre fevereiro e março.

A recuperação do setor continua lenta. Inclusive porque, segundo a CNI, março é um mês de atividade industrial mais forte.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!