Faculdade cria Farmácia Viva a serviço da população

 Plantas medicinais serão usadas de forma multidisciplinar para aulas da Emescam e, posteriormente, estarão disponíveis para a comunidade. Com receita médica, a população poderá utilizar as mais de 50 espécies que estão sendo cultivadas na entidade.
A flora brasileira é considerada a mais rica fonte de substâncias com atividade farmacológica devido a sua megabiodiversidade. Por isso, a Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam) lançou o projeto Farmácia Viva na instituição.

 Quem tiver receita médica e cadastro no projeto de extensão da faculdade, poderá se beneficiar com o recebimento de algumas espécies.
O herbanário, local onde estão as plantas, já possui 55 espécies cultivadas catalogadas pelo Ministério da Saúde. Lá são preservadas plantas que combatem febre e diarreia, além de outras que possuem propriedades bactericidas, analgésicas, oxidantes e diuréticas.
Os idealizadores do projeto, o professor de Farmacognosia Evandro Carlos Lebarch, a professora de Botânica Solange Zanotti Schneider e o coordenador do curso de Farmácia Adércio Marquezini explicam como se tornar usuário das plantas medicinais. “O primeiro passo será cadastrar os usuários do SUS. A partir daí, as outras fases do projeto se darão automaticamente, como qual a planta que o indivíduo deve fazer uso para a cura de sua doença. Lembrando que tudo depende da receita prescrita pelo médico”, pontuam.
Plantas na sala de aula
A área da Farmácia Viva será multidisciplinar para as atividades dos alunos da Emescam. Além disso, o local vai servir como um ponto de estudos para os alunos de Ensino Médio de todo o Estado, com visitas monitoradas pelos alunos de Farmácia da Emescam. Lá, eles farão reconhecimento das espécies, aprenderão sobre as propriedades medicinais das plantas e sua utilização correta. Além disso, o espaço vai servir como fonte de material botânico para aulas de laboratório, demonstração de técnicas de extração dos constituintes químicos medicamentosos e preparação de chás e tinturas medicinais.

Conheça algumas plantas do herbanário da Emescam:
Cana de Macaco
(Costus spicatus)
Usos: diurético, doenças das vias urinárias, tônico e depurativo.

Guaco
(Micania glomerata)
Usos: expectorante, cicatrizante e febrífuga (combate a febre).

Romã
(Punica granatum)
Usos: afecções da boca, olhos e pele, amigdalite, faringite. Combate o envelhecimento.

Erva de Santa Maria
(Chenopodium ambrosiodes)
Usos: vermífugo, laxativo, combate úlceras, hemorragias e hemorróidas.

Alfavaca
(Ocimun basilicum)
Usos: antitussígena (combate a tosse), diurética, reduz gases abdominais, cicatrizante, usada em bicos de seios rachados.

Carqueja
(Baccharis trimera)
Usos: afecções gástricas, intestinais e hepáticas. Combate azia, prisão de ventre, bronquite asmática, anemia, afta e amigdalite.

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome