Facebook desativa páginas de fake news vinculadas ao MBL

MBL - Movimento Brasil Livre

A rede social cancelou quase 200 páginas e mais de 80 contas no Brasil que estariam conectadas para espalhar informações inverídicas

Foi retirada do ar uma rede de páginas que divulgavam notícias falsas no Facebook. Esta é uma ação da rede social para diminuir a propagação de fake news durante as eleições deste ano. Os perfis foram apagados nesta quarta-feira (25) e têm ligação com o Movimento Brasil Livre (MBL).

Entre as lideranças que estão associadas ao grupo político estão Kim Kataguiri e o vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM).

O Facebook informou que foram desativadas 196 páginas e 87 contas no Brasil. Segundo a empresa, trata-se de “uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”.

MBL

O Movimento Brasil Livre (MBL) surgiu em 2014 com a organização de duas manifestações nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul em apoio às investigações da Operação Lava Jato. Porém, para o jornal El País, apesar de sua aparência de ideais liberais econômicos, a ação do movimento é eminentemente anti-petista.

Em 2016, combinou forças com as bancadas evangélica e ruralista do Congresso por uma agenda de Estado mínimo, reforma trabalhista, ajuste fiscal e redução da maioridade penal. O MBL realizou frequentes protestos a favor do impeachment de Dilma Rousseff e ações políticas em todo país.

O grupo é formado por jovens com menos de trinta anos. Os integrantes são conhecidos por discursos incisivos.

Leia também:
Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!