Escolas estaduais poderão gerar energia própria

A promessa do governo é beneficiar mais de 32 mil alunos e aproximadamente 400 educadores, em 10 municípios do Estado, com o projeto Boa Energia nas Escolas.

Nesta terça-feira (27), a EDP Espírito Santo e o Governo do Estado assinaram um convênio para a instalação de projetos de Eficiência Energética que vai contemplar escolas públicas, reforçando a importância de conscientização.

O projeto educacional Boa Energia nas Escolas será implantado em 80 instituições de ensino estaduais e municipais. Além de disseminar informações sobre a utilização segura e eficiente da energia elétrica, a iniciativa beneficiará também 10 unidades Escola Viva com a instalação de placas fotovoltaicas, que permite a geração de energia elétrica por meio da luz do sol.

As unidades escola Viva que vão receber as placas fotovoltaicas são: São Pedro (Vitória), Joaquim Beato (Serra), Assisolina Assis de Andrade (Vila Velha), Presidente Castelo Branco (Cariacica), Bráulio Franco (Muniz Freire), Bartouvino Costa (Linhares), Marita Motta Santos (São Mateus), Manoel Duarte da Cunha (Pedro Canário), Elpídio Campos de Oliveira (Montanha) e Henrique Coutinho (Iúna).

Outra ação que será realizada pelo projeto é a substituição de 4.139 lâmpadas fluorescentes tubulares tipo T10, LFC, incandescentes e vapor de mercúrio por LED em nove escolas e na sede da Sedu. O projeto será executado pela EDP Soluções e permitirá uma redução de consumo de 349,69 MWh/ano.

“Em 2016 foram investidos mais de R$ 14 milhões para o fornecimento de energia elétrica nas unidades escolares estaduais. Essa parceria é muito bem-vinda e importante, pois além de gerar e economia e modernizar as nossas escolas, os estudantes vão participar de ações de conscientização e utilizar o projeto como fonte de pesquisa sobre fonte de energia limpa, novas tecnologias e eficiência energética”, destacou o secretário de Estado da educação, Haroldo Rocha.

Para execução, serão investidos R$ 988,65 mil num prazo de 12 meses por meio Programa de Eficiência Energética (PEE) da EDP Espírito Santo. Os recursos serão destinados para aquisição dos materiais previstos e de mão de obra de terceiros para o treinamento dos professores e implantação das 10 plantas de geração de energia, de aproximadamente 3,38 kWp.

Além de atividades na sala de aula, os estudantes terão a oportunidade de participar de atividades na unidade móvel do projeto. Trata-se de um caminhão adaptado para ser um laboratório sobre rodas e que oferece uma série de experimentos, jogos e vídeos em 3D, que abordam e reforçam a importância de conscientização quando o assunto é energia elétrica.

A ação visa conscientizar para o uso racional da energia, reduzindo assim a dependência dessas unidades consumidoras da energia e divulgar a tecnologia aos estudantes e professores e servindo como laboratório pedagógico nas escolas.

O diretor-geral da Arsp, Julio Castiglioni, informou que serão capacitados 400 professores e 32 mil alunos serão beneficiados com essa ação. Os professores vão receber informações sobre eficiência energética e como fazer o uso racional de energia elétrica.

“A Arsp foi criada com o intuito de possibilitar um diálogo com a sociedade, empresários, abrir caminhos para novos investimentos com segurança jurídica e principalmente preservar o direto do usuário”, disse Julio Castiglioni.

Cabe à Agência disponibilizar recurso humano próprio para apoio e execução das atividades previstas, participar da capacitação do corpo docente de escolas das redes estadual e municipal e demonstrar pesquisas e estudos voltados para o uso sustentável e inteligente de energia.

“Hoje, nesta reunião, estamos produzindo duas ações valiosas que serão ainda mais importantes se tivermos capacidade de expandir. A primeira é a eficiência energética com uma melhor locação do recurso, e, a segunda, é com a geração de energia limpa, um tema conectado com os tempos e desafios atuais”, ponderou o governador Paulo Hartung.

Ainda durante a reunião, o governador Paulo Hartung adiantou a possibilidade de o Estado sediar uma Fábrica de biodiesel no município de Aracruz. “Uma oportunidade importante para atendermos ao mercado internacional”, ponderou. Hartung falou ainda do interesse do Governo do Estado em incentivar a produção de energia solar no Espírito Santo. “Temos estudado uma forma de apoiar a geração de energia solar. Estamos com cautela porque o quadro fiscal é muito delicado, mas estamos estudando para um pouco mais à frente estimular a geração de energia solar em nosso Estado”, disse.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome