ES Pergunta com Audifax Barcelos, prefeito da Serra

“Até 2016, Serra deve abrir cerca de 20 mil novas frentes de trabalho”. Em quatro meses, Serra terá um estudo que vai identificar as potencialidades de negócios no município.O prefeito Audifax Barcelos comenta os resultados que o Plano de Desenvolvimento da Serra trará para a população, com ampliação de novos serviços e comércio, além da geração de emprego e renda.

* Por Thiago Lourenço

Como o Plano de Desenvolvimento da Serra contribuirá para atrair investimentos privados no município?

O Plano de Desenvolvimento da Serra tem como objetivo identificar as potencialidades de negócios na cidade, gerar ideias e projetos que contribuam para o crescimento sustentável, além de criar oportunidades para os investidores. Com este estudo iremos elaborar uma carteira de projetos de alta viabilidade econômico-financeira, levando em consideração todas as cadeias produtivas e suas necessidades.

Essa é uma forma de ampliar a arrecadação, sem onerar os moradores da Serra?

O crescimento ordenado pode representar incremento da receita, mas isso é tão importante quanto gerar novos empregos e melhorar a qualidade de vida da população. O desenvolvimento de forma planejada assegura uma orientação adequada e mais perene.

Que informações o estudo irá detalhar?

O prazo de conclusão do estudo é de quatro meses. E neste período será feito um mapeamento e contextualização do cenário econômico atual da Serra, com identificação das principais atividades econômicas e de suas respectivas cadeias produtivas. Em seguida estes dados serão analisados e discutidos em reuniões técnicas e oficinas de trabalho junto a equipe. E por fim será elaborado o documento com todas as diretrizes visando desenvolvimento sustentável.

Quais são as potencialidades de negócios no município que devem ser confirmadas com o plano?

A Serra é o maior município em população do Estado, com cerca de 470 mil habitantes. E a segunda maior economia, com o PIB de R$13 bilhões, também sediamos 47 das 200 maiores empresas do Estado de acordo com levantamento realizado pela Federação do Estado do Espírito Santo, Findes, além de termos uma posição geográfica estratégica na Região Metropolitana. Diante deste cenário, é possível afirmar que a Serra possui vocação para negócios em diversos setores como indústria, comércio, serviços e setor imobiliário.

A sociedade serrana será beneficiada com a iniciativa? Como?

Toda a população serrana será beneficiada de várias formas, que vão do usufruto de novos serviços e ampliação da oferta de comércio, até oportunidade de novos empregos e de renda. Hoje a cidade da Serra é a que mais gera empregos no Espírito Santo. A nossa meta é dobrar a oferta de empregos em quatro anos. Até o ano de 2016, o município deve abrir cerca de 20 mil novas frentes de trabalho.

Após a conclusão do estudo, a Prefeitura fará uma ação para prospectar investidores para o município? De que forma isso será feito?

Vamos realizar um ciclo de apresentações e visitas em diversos locais para apresentar a cidade da Serra e suas potencialidades visando atrair novas empresas e negócios. Assim o papel desempenhado pela Administração municipal passa a ser de protagonista no processo de desenvolvimento econômico da cidade.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome