Entressafra e seca fazem preço do leite subir

De acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura, a expectativa é que alta no preço permaneça até outubro, quando se inicia o período de chuvas

A entressafra de leite e a seca que atinge o Estado aparecem como as principais responsáveis pelo encarecimento do leite e de seus derivados. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Cepea/Esalq), o litro pago ao produtor ficou em R$ 1,33 em junho, com uma alta de 4,92% com relação a maio, quando o preço ao fornecedor foi de R$ 1,26.

Segundo o gerente de Aquicultura, Pesca e Produção Animal da Secretaria de Estado da Agricultura (Seag), Anderson Baptista, o cenário atual tem feito com que os animais apresentem uma produção menor, em função da redução da pastagem para alimentação.

“O que impacta é a seca, que tem atingido o Espírito Santo, e a entressafra, que ocorre entre os meses de abril e setembro, que é um período de estiagem. A partir de outubro, quando acaba a entressafra, o valor deve ter uma retração”, explicou. 

O preço do leite também apresentou um crescimento em relação a janeiro, de 25,5%, quando o litro era comercializado a R$ 1,06. ”Não tendo pasto, em decorrência da seca, o produtor passa a ter gasto maior com silagem e ração para alimentar os animais”, acrescenta o gerente de Aquicultura, Pesca e Produção Animal da Seag.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome