Empresas capixabas vão explorar petróleo no Espírito Santo

Foto: Divulgação

O arremate aconteceu na 14ª rodada de licitação de blocos exploratórios de petróleo, promovida pela Agência Nacional de Petróleo nessa quarta-feira (27).

Três indústrias capixabas arremataram oito blocos de exploração de petróleo em um leilão que aconteceu nessa quarta-feira (27). A 14º rodada de licitações foi promovida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

As informações divulgadas pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) mostram as empresas Imetame, Bertel e Vipetro adquiriram áreas que renderam quase R$ 4 milhões em bônus.

A Imetame ofereceu um bônus de R$ 2,848 milhões por cinco blocos. Já a Bertek ficou com dois blocos por R$ 486 mil, enquanto a Vipetro arrematou um por R$ 601 mil. Ao todo, as áreas capixabas renderam R$ 50,4 milhões em bônus.

“O interesse em explorar petróleo no Espírito Santo não é de hoje. Somos uma empresa capixaba que já arrematou áreas de exploração no Rio Grande do Norte, no Recôncavo Baiano e em Minas Gerais”, afirma Giuliano Favalessa, diretor da Imetame Energia. “Inclusive, estamos iniciando a operação de produção no Rio Grande do Norte no mês de outubro”.

Apesar de capixaba, a empresa explora locais de produção de petróleo em terra em outros estados. Os blocos adquiridos no Espírito Santo estão divididos em três no município de Linhares e dois em São Mateus.

A expectativa é de, até o começo de 2019, a empresa conseguir a licença para poder perfurar os poços aqui no Estado. A produção de petróleo no Estado deve começar nos próximos anos. Segundo o diretor, o estudo, a prospecção e a instalação da estrutura pode demorar até 5 anos. “O investimento na extração de petróleo é de longe prazo”, explica.

Comitiva

Uma comitiva de lideranças empresariais e políticas do Espírito Santo esteve presente no leilão da ANP, realizado nesta quarta-feira (27), no Rio de Janeiro. O presidente do Sistema Findes, Léo de Castro, comemorou o resultado. “O bom desempenho dos blocos capixabas reforça o potencial do nosso Estado no setor de petróleo e gás, apontando para um novo ciclo de investimentos”, destacou.

Outras duas empresas arremataram blocos em áreas capixabas, incluindo a espanhola Repsol e a chinesa CNOOC. Uma nova rodada, agora destinada à exploração do pré-sal, será realizada no dia 27 de outubro. Segundo análise publicada no Fato Econômico Capixaba, do Ideies, cerca de R$ 50 bilhões serão investidos no Estado até 2021.

A assinatura dos contratos está prevista para ocorrer até o dia 31 de janeiro de 2018. No Espírito Santo, o setor de petróleo e gás representa 28% do valor de transformação da indústria capixaba. Em 2015, o setor gerou R$ 8,8 bilhões para a economia local. Em relação a royalties e participações especiais, a indústria de petróleo e gás arrecadou R$ 767,2 milhões somente no primeiro semestre deste ano.

 

LEIA TAMBÉM:

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome