Dionyzio Álvaro Resendo (1871)

O nome de Dionysio Álvaro Resendo ganhou repercussão nacional quando foi vítima, com sua esposa, Maria Pinto da Conceição Resendo, e um escravo, de uma tentativa de assas- sinato em um sítio de sua propriedade. Tinha 40 anos. Escapou ileso e continuou exercendo uma ati- vidade que o levaria a cargos importantes na vida da Província, entre eles – na condição de vice-presidente – o mais alto estamento político-administrativo com a exoneração do presidente Luiz Antônio Fernandes Pinheiro (01/09/1868 a 08/06/1969).

Seu nome esteve sempre presente na História da Província entre os anos de 1829 e ns de 1870. Foi o primeiro titular da Secretaria de Governo, criada em 3 de janeiro de 1833, posto que voltou a ocupar por força de Carta Imperial de 29 de junho de 1840.

Foi eleito 15 vezes deputado provincial, nas legislaturas de 1835, 1836/37, 1838, 1840, 1842, 1848, 1850, 1854, 1856/57, 1860, 1862/63, 1870, 1872, 1874 e 1876. Na primeira vez em que se candidatou, obteve 42 votos, o sétimo mais votado.

Dionysio Álvaro Resendo, nascido no dia 19 de outubro de 1799, continuou sua ascendente trajetória na vida do Espírito Santo, voltando a ocupar a administração da Província com o pedido de licença do titular do cargo, Antônio Dias Paes Leme (17/09/1869 a 13/08/1870).

Retornou à direção da Província por duas vezes, no dia 28 de maio de 1863 e em 1870, substituindo Paralelamente à sua ativa participação negócios da administração pública, ele, que era oficial maior militar, abriu espaços para o exercício de ações beneficentes, tendo sido escolhido provedor da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia para o período 17 de julho de 1841 a julho de 1842.

Foi um dos fundadores da Loja Maçônica “União e Progresso”, em 1872.

Faleceu no dia 24 de junho de 1881, aos 81 anos de idade, com registro de óbito em documento da Mitra Diocesana de Vitória – Igreja Nossa Senhora da Vitória/Catedral, no 1446, folhas 169 – v., do período de 1870 – 1883.

Cavaleiro da Ordem de Christo, Dionysio Álvaro Resendo foi sepultado no cemitério da Irmandade do Sacramento.

(Copidesque: Rubens Pontes)

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome