Veículo usado: 8 dicas para não comprar gato por lebre

Seminovos e usados podem ser um bom negócio, desde observadas as condições do veículos 

O mercado de automóveis seminovos e usados está tomando fôlego no Brasil. Só no primeiro semestre de 2018, mais de 5,1 milhões de carros foram negociados, segundo dados divulgados pela federação nacional do setor (Fenauto).

Se você está pensando em fazer um negócio desses, observe algumas dicas que a ES Brasil destacou para sua compra não se transformar numa grande dor de cabeça.

1 – Você pode escolher seu carro na internet. Mas, depois de verificar o modelo ideal e as condições que cabem no seu bolso, dê preferência para a compra em uma loja legalmente estabelecida, com boa reputação e indicação de amigos ou parentes. Ver o carro na loja, saber das condições do mesmo, ter acesso às informações necessárias sobre o veículo ainda é fundamental para não se arrepender depois.

2 – Procure saber se a loja escolhida para a compra conta com financiamentos oferecidos pelos principais bancos e financeiras do mercado. Assim você pode evitar uma dor de cabeça no processo de finalização da compra.

3 – Exija do vendedor ou lojista o acesso à documentação do veículo, incluindo o manual do proprietário. Assim você poderá averiguar as revisões feitas e a quilometragem oficial. Essas informações são importantes para saber se todos os cuidados exigidos foram cumpridos pelo proprietário anterior ou se o revendedor “maquiou” algum situação em relação ao veículo.

4 – Exija do vendedor ou lojista uma certidão garantindo que o veículo que deseja está livre de multas, restrições de financeiras, etc, além de saber se ele veio de leilão ou outro tipo de compra. Saber a origem e o histórico é muito importante.

5 – Você pode exigir do vendedor ou lojista um laudo produzido por empresas credenciadas. Esse laudo faz um verdadeiro raio x no veículo, checando se ele tem o chassi adulterado e que partes importantes como câmbio e motor estão de acordo com a procedência . Esse laudo pode ser produzido em oficinas próprias de empresas especializadas.

6 – Se não tiver acesso a esses dados todos, peça a um despachante que verifique e cheque o histórico do veículo antes de fechar negócio.

7 – Você pode levar um mecânico de sua confiança para avaliar o estado do carro e acompanhá-lo em um test-drive para confirmar as boas condições do carro.

8 – Avalie, também ,as condições do desgaste das demais partes do veículo como lataria, pneus e amortecedores para ver se são compatíveis com a idade e a quilometragem apresentada no odômetro.

*Da redação ES Brasil com colaboração da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!