Dados confirmam estabilização da economia, diz Banco Central

Números dos últimos períodos abrem perspectivas para retomada de crescimento após anos de recessão

De acordo com o Portal Brasil, ao comentar que os indicadores mais recentes confirmam a estabilização da economia, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, destacou que os dados abrem perspectivas para a retomada do crescimento depois de dois anos de recessão. A análise foi apresentada em evento fechado do banco Goldman Sachs.

“Nos últimos tempos, o aumento de incerteza percebida pelos agentes econômicos impactou negativamente os índices de confiança. Entretanto, a informação disponível sugere que o impacto da queda de confiança na atividade tem sido, até o momento, limitado, permanecendo compatível com o cenário básico do Banco Central, que é a estabilização e a recuperação gradual da economia brasileira”, disse Ilan.

Ele afirmou, ainda, que as taxas básicas de juros continuarão a cair. Porém, o ritmo das quedas deverá depender de fatores como a evolução da atividade econômica, o balanço de riscos e expectativas de inflação.

Na ocasião, o presidente do BC explicou que a convergência da inflação para o centro da meta, de 4,5%, é compatível com a atual política de redução da taxa Selic (juros básicos da economia). Em julho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, acumulava 3% em 12 meses, no nível mais baixo da história.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixa em 4,5% o centro da meta de inflação para 2017 e 2018, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. O IPCA, assim, poderá encerrar os anos entre 3% e 6% sem que seja descumprido o objetivo do Banco Central.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome