Cooperativas: um passo à frente das tendências

créditos: Joacir Azeredo

Instituições se destacam pelo foco no beneficiamento de todos os participantes


O compartilhamento é um termo que está em alta na atualidade, devido à transformação tecnológica e às mudanças nos hábitos das pessoas decorrentes desse processo. Por isso, os modelos de negócio que investem nesse conceito avançam significativamente e ganham muitos adeptos em serviços que abrangem desde a hospedagem e o transporte até a gestão das finanças.

Nessa forma de organização, o que conta é a disponibilização de opções de maneira que todos os envolvidos sejam beneficiados. Isso significa que não há o interesse pelo lucro, mas pelo amplo aproveitamento das condições para que todos alcancem seus objetivos, seja uma manutenção doméstica, por exemplo, ou um cartão de crédito com taxas menores.

E é justamente nesse cenário que as cooperativas ganham relevância. Essas instituições, que foram criadas com o objetivo de unir pessoas para conquistar metas em comum, traduzem na prática o que é conhecido como economia colaborativa e que, apesar de ser uma tendência em destaque atualmente, constitui a base da atuação do sistema cooperativista.

No ramo Crédito, esse diferencial é posto em prática por meio da oferta de produtos e serviços tipicamente bancários com custos mais baixos do que os praticados pelo mercado convencional.

Esse tipo de organização tem sido a escolha de diversas pessoas nos últimos anos porque, desde a última década, os modelos que apostam nesse conceito têm se consolidado como uma forma de minimizar o consumo desenfreado e valorizar o controle do orçamento. Desse modo, preza-se pela economia por meio da busca de opções que são mais acessíveis e vantajosas, como é o caso das cooperativas e dos consórcios.

Nessas instituições, o investimento em tecnologia também não deixa a desejar. O Sicoob, por exemplo, tem sido pioneiro no lançamento de inovações, como o acesso à conta por meio da impressão digital. As ferramentas, como o aplicativo Sicoobnet mobile, integram diversas funções e passam por atualizações constantes para facilitar o dia a dia dos usuários.

Pesquisas também melhoram continuamente as operações, por meio de novos sistemas, como o open banking, que consiste na troca de informações entre instituições financeiras e outras empresas (varejistas, seguradoras, etc), viabilizada por um elemento de ligação que faz a comunicação de dados entre sistemas diferentes.

“A partir da formação de uma sociedade de pessoas, a cooperativa consegue atendê-las de modo mais satisfatório do que outras instituições.”

A cada ano, essas instituições se tornam mais competitivas no mercado financeiro, aprimorando o portfólio para os associados. Além disso, a proximidade com os participantes é uma das características maximizadas e que distinguem as cooperativas de créditos dos bancos e de outras entidades do segmento financeiro. Outro benefício é o retorno dos rendimentos, possibilitado mediante a associação, o que torna todos os usuários donos do negócio.

Os atributos dos novos empreendimentos e das cooperativas têm essa particularidade: a promoção de mais eficiência. A conquista desse propósito por uma parcela crescente da sociedade prova que a união é o caminho para a transformação da vida das pessoas e que o atendimento das reais necessidades, um ideal que proporciona um mundo melhor para todos.


Bento Venturim é presidente do Sicoob ES e vice-presidente do Sicoob em nível nacional.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!