Famílias capixabas estão mais predispostas ao consumo neste ano

Foto: Divulgação

Índice permanece num grau de insatisfação, porém, a alta é importante para criar boas expectativas

A intenção de consumo das famílias capixabas apresentou alta mensal durante fevereiro, após quatro recuos consecutivos nessa comparação. A alta foi de 0,4% frente a janeiro, marcando 44,7 pontos. Em relação ao ano passado, a variação foi mais significativa apresentando alta e ainda mais expressiva, avançando 14,9%.

Os dados são da pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) da capital, analisada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES).

Mesmo com o crescimento, o índice permanece no patamar de insatisfação. Porém, a quebra da trajetória de queda do índice no início do ano é importante para criação de um ambiente de boas expectativas. Os dados mostram que a situação do indicador tem sido influenciada pela maior insatisfação das famílias com ganhos até 10 salários mínimos.

Com a crise e a perda dos empregos de parte dos integrantes da família o orçamento familiar dessa faixa de renda ficou afetado levando-as a fazerem ajustes. Sob esse novo patamar de consumo, a pesquisa indica que as famílias dessa faixa de renda estão com maiores dificuldades para dedicar uma parte maior do orçamento ao consumo. Possivelmente o maior número de pagamentos que tradicionalmente marcam o início do ano também freou um avanço mais significativo do indicador.

Segundo o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, o ano de 2019 começou com empresários mais otimistas, o que deverá incentivar a retomada de investimentos e contratações nos próximos meses.

“Ao final de 2018, alguns setores apresentaram crescimento e outros tiveram seu ritmo de queda diminuído. Já o mercado de trabalho formal deu sinais de recuperação. O fator emprego continua sendo fundamental para o retorno das famílias às compras e espera-se que nesse cenário mais favorável o ritmo de contratações aumente, contribuindo para o movimento de toda a economia”, explicou o presidente.

Expectativa de Consumo

A avaliação das Perspectivas de Consumo para os próximos meses teve alta de 2,8% na comparação mensal e de 50,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. Nesse item as famílias refletem sobre o consumo para os próximos meses avaliando se será maior ou menor.

 

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!