Comércio registra índices positivos no 1° semestre

Imagem: ES Brasil

Material de construção e veículos foram os que mais contribuíram para os dados favoráveis. Os números evidenciam que famílias estão mais seguras para fazer dívidas com prazos maiores como financiamentos para reformas de casa ou troca de carro.

As vendas do comércio varejista capixaba cresceram no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. É o que mostra a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), analisado regionalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES).

A alta dos primeiros seis meses de 2018 representou 8,1% no comércio restrito e de 15% no comércio ampliado (quando há inclusão das vendas de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção). Esse último dado, o Espírito Santo ficou em primeiro no ranking entre estados.

No desempenho por atividades de cada setor, o segmento de móveis e eletrodomésticos foi o que mais contribuiu para o fechamento positivo, com uma alta de 28,9%, após apresentar recuos em meados de 2015 e recuperação iniciada somente em 2017. Apenas o ramo de combustíveis e lubrificantes foi um dos dez segmentos que obteve uma variação negativa, fechando com -1,2%.

Para o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, os resultados apresentados na pesquisa aproximam cada vez mais o setor do comércio da perspectiva de crescimento para 2018, mesmo com as fortes retrações obtidas nos últimos anos. “Apesar de ser um ano repleto de desafios, como baixa confiança de consumidores, paralisação dos caminhoneiros e indefinição eleitoral, foi possível fechar o semestre positivo. Nesse contexto, a continuação da evolução do mercado de trabalho no Espírito Santo permanece sendo fator fundamental na retomada do consumo”, aponta Sepulcri.

A segunda atividade com maior destaque no desempenho das vendas, foi a de veículos, motocicletas, partes e peças apresentando um crescimento de 28,1% no primeiro semestre de 2018. Esse segmento, que também teve um recuo em de vendas em 2015 e 2016, começou a recuperação no ano de 2017 e continuou apresentando resultado positivo em 2018.

Brasil

No Brasil, o comércio varejista restrito também apresentou pequena variação negativa de 0,3%. Mas, em relação a junho de 2017, cresceu 1,5%. Já o varejo ampliado obteve alta de 2,5% em relação ao mês anterior e de 3,7% frente a junho de 2017. O fechamento do primeiro semestre no país mostrou crescimento de 2,9% no varejo restrito e de 5,8% no varejo ampliado.

Regionalmente, o acumulado dos seis primeiros meses do ano mostrou avanço no volume de vendas do comércio varejista em 21 dos 27 estados brasileiros, com destaque para Rio Grande do Norte e Roraima (ambos com 9,9%) e Santa Catarina (9,5%). Por outro lado, os maiores recuos foram registrados em Goiás (-2,6%), seguido por Distrito Federal (-2,4%).
Já para o comércio varejista ampliado, o fechamento do primeiro semestre de 2018 ficou positivo em 25 dos 27 estados, com destaque para o Espírito Santo (15,0%), Rondônia (13,4%) e Santa Catarina (13,0%).

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!