Codesa oficializa conclusão de dragagem e derrocagem do Porto de Vitória

Porto de Vitória
Foto: Divulgação

A companhia agora planeja obra para receber navios de até 280 metros

A Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) oficializou nesta segunda-feira (2) a conclusão das obras de dragagem e derrocagem do Porto de Vitória. A solenidade aconteceu no Cais Comercial da capital. Agora, o porto terá capacidade para receber navios de até 244 metros e a Codesa já planeja novos investimentos.

O próximo passo é remover mais 40 mil metros cúbicos de rocha e possibilitar o recebimento de embarcações com até 280 metros. O presidente da Codesa, Luís Cláudio Montenegro, havia revelado o término das obras no último dia 20 de setembro. Navios maiores, segundo ele, cobram fretes menores e isso “torna toda a economia do Espírito Santo mais competitiva”.

De acordo com ele, o procedimento para ampliar ainda mais a capacidade do porto está “mais simples agora”, uma vez que já há projeto pronto. “Nós estamos com o projeto pronto e com todos os dados. O que estamos fazendo é nos antecipar a demandas futuras. Nossa meta agora é buscar navios maiores”, destacou Montenegro.

As obras

As obras de dragagem e derrocagem custaram R$ 118,6 milhões. Com o investimento, a movimentação de carga do porto terá aumento de cerca de 30%. Vai passar de seis milhões de toneladas movimentadas atualmente para até oito milhões. Já os navios atracarão com mais que o dobro da capacidade até então possível. De 30 mil toneladas de carga, chegarão com até 70 mil.

“Para se ter ideia, só na expectativa da conclusão da dragagem e derrocagem já conseguimos fechar linhas diretas com Ásia, Europa e Estados Unidos. Uma vez por mês, por exemplo, 700 contêineres são levados diretamente para os Estados Unidos, 700 para a Europa e outros 400 para a China”, apontou Montenegro.

Foram dragados quase dois milhões de metros cúbicos e derrocados mais de 110 metros cúbicos de pedras.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome