Cientistas descobrem novo planeta fora do Sistema Solar

Foto: CCD/ Pixabay

De acordo com o estudo, a órbita deste planeta está a aproximadamente 210 anos-luz do Sol

Os astrônomos russos da Universidade Federal de Kazan, junto com seus colegas da Turquia e Japão, descobriram um novo exoplaneta, planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol e, desta forma, pertence a um sistema planetário distinto do nosso.

De acordo com o Sputnik Brasil, o site oficial da Universidade Federal de Kazan destacou que esta é a primeira descoberta deste tipo feita na Rússia. O site diz ainda que a órbita deste planeta está a aproximadamente 210 anos-luz do Sol e se encontra perto da estrela gigante HD208897.

Após a análise da velocidade dos raios da estrela HD208897, os cientistas russos concluíram que o exoplaneta se situa a uma distância de 150 milhões de quilômetros da estrela. Ele foi encontrado no âmbito de um programa lançado pela Rússia, Turquia e Japão por um prazo de 10 anos com o objetivo de descobrir corpos celestes desse tipo.

“O peso deste objeto espacial constitui uma vez e meia a massa de Júpiter e seu período orbital – o tempo que o astro leva para percorrer sua órbita – dura 353 dias”, comunicou o diretor da cátedra de astronomia e geodesia cósmica do Instituto de Física da Universidade Federal de Kazan, Ilfan Bikmaev.

Além disso, Bikmaev acrescentou que até hoje em todo o mundo os astrônomos conseguiram descobrir apenas 10-15 planetas cujo peso se aproxima da massa de Júpiter. Esta é uma razão porque a descoberta atual pode ser considerada muito importante.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome