Campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus no Transcol

Campanha contra assédio no Transcol
Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES

O Governo do Estado lançou esta semana a campanha para combater a prática, que contará com peças para televisão, internet, além de cartazes e banners.

Só quem é mulher sabe, mas todo mundo pode ajudar. Ajudar denunciando, ajudar não permitindo que a violência contra a mulher siga acontecendo. Para isso, o Governo do Estado lançou, nessa segunda-feira (13), a campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus do Transcol.

A campanha foi criada para as pessoas se envolverem e entrarem de vez no combate a essa forma de violência. Apesar de não apresentar números oficiais, o assédio ocorre com frequência nas mais de 600 mil viagens diárias do sistema.

A campanha é uma iniciativa da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop) e a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV).

Ao longo da produção, as equipes identificaram diversos depoimentos de mulheres que já passaram por essa situação. Porém, por constrangimento ou medo, não denunciaram seus agressores.

Peças

A campanha foi feita pela agência MP Publicidade e consiste em peças para diversas mídias. Na televisão, serão veiculados três filmes, com depoimentos reais de quem passou pelo constrangimento de ser assediada. Esses depoimentos também ganharam uma versão mais longa, que será postado na internet.

No interior dos ônibus, várias peças estarão dispostas nas calhas de iluminação. Cartazes com o mesmo tema serão afixados no vidro atrás dos motoristas. Além disso, também serão afixadas publicidades do tipo backbus nos veículos e cinco deles receberam semienvelopamento.

Também foram confeccionados banners, pôsteres e camisetas com gravuras sobre o tema criadas por mulheres artistas.

Há, ainda, um avatar para ser usado em fotos de perfil do Facebook, além de uma peça para ser usada na timeline da rede social. A campanha contará ainda com cards para o aplicativo Whatsapp e webbanners para divulgação nos onlines.

Treinamento

A Ceturb-GV vai oferecer treinamento, por meio de palestras, para orientar os motoristas e cobradores. Eles terão noções sobre como agir quando ocorrer casos de assédio sexual dentro de algum coletivo.

O diretor-presidente da Ceturb, Alex Mariano, lembrou que é preciso que as pessoas tenham empatia com quem é assediado. “Temos que nos colocar no lugar do outro, como se fosse alguém de nossa família: mulher, filha, irmã, mãe”.

O secretário dos Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy Carnelli, destacou a importância dessa campanha. “Hoje, nos aliamos ao Governo nesse movimento de combate à violência contra a mulher. Um dado concreto é que mais de 50% de quem viaja no Transcol são mulheres”, ressaltou.

A secretária de Estado de Comunicação, Andréia Lopes, falou em nome do governador Paulo Hartung e lembrou que essa campanha dá prosseguimento à campanha de combate à violência contra a mulher, lançada a cerca de um mês: “É o governo trazendo uma mensagem do respeito, chamando a sociedade a vir junto e abraçar essa causa”.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome