Cachoeiro: serviços mais modernos e gestão mais transparente

O serviço complementar itinerante de saúde pública foi lançado em novembro

Cidadãos cachoeirenses poderão consultar pela internet horários de ônibus e notas dos alunos

O município de Cachoeiro de Itapemirim teve o que comemorar em 2017. Para começar, os casos de dengue caíram 95%, e o atendimento no pronto-socorro infantil passou a ser ininterrupto, 24 horas por dia. A prefeitura tem apostado na inovação e está para lançar um aplicativo de celular para que a população possa acompanhar os horários dos ônibus em tempo real.

O uso das novas tecnologias também é adotado nas escolas, em que a Secretaria Municipal de Educação está implantando um sistema para acesso aos históricos dos alunos, faltas e boletins. Com a ferramenta, os pais também poderão fazer a matrícula dos filhos pela internet.

Além dos avanços em saúde e educação, outra conquista da cidade em 2017 foi o salto na transparência. O novo portal destinado à publicação de todos os gastos municipais foi lançado pela prefeitura. Agora, Cachoeiro pulou da 34ª para a 6ª posição no ranking do Tribunal de Contas do Estado.

Combate à dengue

Cachoeiro de Itapemirim deu um grande passo para eliminar uma doença que há muito tempo atinge os capixabas. Em relação a 2016, o número de casos de dengue caiu 95% em 2017.

Entre as atividades para controlar a proliferação do mosquito transmissor, foram promovidos mutirões de limpeza e visitas periódicas da equipe de vigilância ambiental às regiões com maior incidência de focos de propagação. O município também apostou na aplicação de inseticidas em espaços abertos e na implantação de armadilhas para o Aedes aegypti em pontos estratégicos da área urbana.

A Prefeitura de Cachoeiro registrou 9.279 casos da doença entre janeiro e setembro do ano passado. Já em 2017, em igual período, foram 395 registros. A comparação leva em conta apenas os casos confirmados de dengue.

Ações de prevenção reduziram em 95% o número de casos confirmados de dengue
Pronto-atendimento infantil 24 horas

A atendimento de urgência e emergência para as crianças em Cachoeiro de Itapemirim passou a acontecer 24 horas por dia. Desde novembro, o Pronto-Atendimento Infantil (PAI) Dr. Gilson Carone funciona durante o dia e à noite para pacientes com idade inferior a 12 anos.

O pronto-atendimento funcionava das 7 às 22 horas, mas a prefeitura fez um novo convênio para mantê-lo aberto em tempo integral, sem interrupção. Esse investimento será de R$ 4,4 milhões para manter o local aberto por um ano. A estrutura do PAI recebeu também novos equipamentos e mais profissionais, como técnicos, vigilantes e médicos

Transparência

Cachoeiro agora tem um novo Portal da Transparência. A prefeitura lançou o site em setembro deste ano e já conseguiu um ótimo resultado. No ranking do Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES), elaborado a partir de auditoria nos portais dos municípios, Cachoeiro subiu 28 posições. Saiu da 34ª colocação, em 2015, para o 6ª lugar no levantamento divulgado no fim de dezembro.

A nota dada ao Portal da Transparência de Cachoeiro passou de 47,3% para 85,5%. A avaliação do TCE leva em conta 246 itens relacionados aos tipos de informação sobre despesas, pessoal, licitações e contratos, gestão fiscal, patrimônio, aspectos gerais, transferências e receitas.

“O Portal da Transparência que implantamos foi desenvolvido do zero, a partir de ferramentas livres e gratuitas, e apresenta uma gama de informações muito mais ampla, completa e detalhada do que a versão anterior, de modo que as exigências da legislação sobre o tema sejam atendidas”, frisou o prefeito Victor Coelho.

Educação: obras e tempo integral

A educação cachoeirense recebeu investimento de mais de R$ 2,7 milhões para as escolas municipais, empossou mais de 200 profissionais aprovados em concurso público e aumentou a oferta de atividades no contraturno escolar, passando a atender mais de 800 alunos.

Essa jornada escolar ampliada vai contar com aulas da grade básica e atividades extras. Este ano, aconteceu a ampliação das ações do Centro Integrado de Atividades Educacionais (Ciae) Newton Braga, no bairro Ferroviários. Os estudantes participaram de aulas de dança, balé, musicalização, teatro, inglês, judô e caratê.

Além disso, foi elaborado o programa Escola de Tempo Integral. As matrículas já aconteceram para a fase piloto no próximo ano letivo. O programa vai atender, primeiramente, às turmas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental na Escola Athayr Cagnin e de pré-escola na Escola Aurora Estellita Herkenhoff.

A administração também repassou recursos para investimentos nas 75 escolas municipais. Foram mais de R$ 2,7 milhões para melhorias na estrutura física das unidades, com regularização dos prédios, das ligações de água e esgoto e de questões de segurança.

Dentro desse pacote estão as ampliações de cinco escolas de educação infantil: Sandra Monteiro Vargas Piassi, Zilma Coelho Pinto, Albertina Macedo, Carim Tanure e Raul Sampaio Coco. A Secretaria de Educação também retoma a construção da supercreche do bairro Village da Luz, que é fruto de convênio com o Ministério da Educação, e dá início à obra do novo prédio da escola Olga Dias.

Histórico, boletins e faltas pela internet

Ao lado das melhorias materiais, uma inovação começa a fazer parte do cotidiano do ensino na cidade. As informações sobre as escolas municipais de Cachoeiro de Itapemirim a partir de agora estarão reunidas no sistema [email protected] A prefeitura lançou a ferramenta em dezembro, após experimentá-la em duas unidades da rede municipal.

Com o sistema, é possível acessar em tempo real históricos escolares, boletins, diários eletrônicos, grade de horários, pauta eletrônica e até relatório de faltas por professor e por aluno. Futuramente, será possível aos pais e responsáveis terem acesso via internet aos boletins escolares de seus filhos e fazer a matrícula on-line.


Victor Coelho

Cachoeiro se destaca isoladamente no sul capixaba como polo regional e procura manter um bom relacionamento com os municípios vizinhos. O prefeito Victor Coelho termina o primeiro ano de mandato e  garante que a cidade está sempre de braços abertos para parcerias que beneficiem a região. Em 2017, Cachoeiro enfrentou problemas, mas fez avanços em atendimento de saúde, no combate à dengue e em transparência.

Como resumiria este primeiro ano de gestão em Cachoeiro?

Podemos resumir este ano em duas palavras: organização e economia! Identificamos os gargalos e aplicamos reajustes. Reorganizamos grandes contratos, como de manutenção de veículos e coleta de lixo, para diminuir os gastos. Ajustamos financiamentos, com diminuição de juros e multas, o que resultou numa economia de quase R$ 8 milhões.

O início do primeiro ano de mandato é involuntariamente uma época de reconhecer a situação da prefeitura. Enfrentamos situações atípicas (febre amarela e crise da segurança), que exigiram esforços e cautela. Tivemos que reprogramar os planejamentos para iniciar a nossa forma de trabalhar.

Quais foram as prioridades de investimento da prefeitura em 2017?

Conseguimos muitas conquistas, mas a prioridade foi implantar a nossa forma de gestão. Gosto de destacar a nossa evolução no quesito transparência. Subimos 28 posições no ranking do TCE-ES, alcançando a 6ª colocação em 2017. A nota evoluiu de 47,3% para 85,5% e mostra o nosso compromisso de colocar a população como participante da administração pública.

Fizemos investimentos em vários setores. O que fez diferença na prestação do serviço foi a recuperação e aquisição de veículos e maquinários para atender aos distritos e moradores de rua com assistência médica e odontológica.

O Ônibus da Saúde chega a localidades onde ainda não havia atendimentos médicos. Também entregamos quatro retroescavadeiras para prestar serviço no interior e dez viaturas para a Guarda Municipal. Implantamos, ainda, o funcionamento 24 horas no Pronto-Atendimento Infantil.

O que Cachoeiro tem feito para atrair mais investimentos?

Construímos uma administração que inclui o diálogo com as classes política e empresarial. Montamos o Escritório de Projetos, que trabalha exclusivamente na busca de recursos e na inclusão do município em programas estaduais e federais (emendas, financiamentos e convênios).
O relacionamento com o setor privado já tem rompido fronteiras e temos feito contatos até mesmo com empresários do exterior. Já recebemos representantes da China, Panamá, México e Peru, que vieram estudar parcerias com a classe produtiva local.

Como o município tem conseguido sucesso no combate à dengue?

Um dos pontos principais foi a criação do Comitê Municipal de Contingência, que se reúne quinzenalmente para acompanhamento das ações de controle do Aedes aegypti.

Intensificamos o monitoramento com a implantação de 339 armadilhas para o mosquito e a realização da Sexta sem Aedes, que promove mutirões nos bairros com maiores índices de infestação. Este ano já foram recolhidas 917 toneladas de lixo e entulho.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!