Cachoeiro: projeto já protege 32 mananciais

Os proprietários receberam kits para preservação dos mananciais existentes nas suas terras (Fotografia - Agência Brasil)

Dado ao valor para o abastecimento humano e para a atividade econômica, as nascentes estão sendo tratadas com a importância necessária para a preservação

Por meio do projeto Nascentes Vivas, lançado em março de 2018, a prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim já conseguiu atingir 27 propriedades da zona rural. Segundo o ministério do Meio Ambiente, manancial de abastecimento público é a fonte de água doce superficial ou subterrânea utilizada para consumo humano ou desenvolvimento de atividades econômica. A ação do poder público cachoeirense já garantiu a preservação de 32 minas.

O proprietários receberam, por meio da assinatura de um termo de compromisso, kits com arame, mourão e grampo, para o cercamento da área de interesse. Foram doados, ao todo, mais de 26 mil metros de arame, 2.949 mourões e 56 quilos de grampos. O trabalho inclui, ainda, educação ambiental para a preservação e conservação dos recursos hídricos.

“Essas proteções acarretam na recuperação natural dessas áreas. Os proprietários atendidos têm declarado satisfação com o projeto. Em alguns casos, inclusive, já é percebido o aumento no quantitativo de água”, explica Andressa Colombiano, secretária municipal de Meio Ambiente.

Colombiano destaca que a equipe do Nascentes Vivas vem acompanhando e monitorando todas as propriedades atendidas pelo projeto com visitas periódicas e trabalhos de orientações.

“Na primeira etapa do projeto, após encontro com a população no distrito de Burarama, buscamos a adesão dos proprietários, aproveitando suas demandas de visitas às propriedades e oferecendo a quem pudesse se interessar. Também atendemos produtores rurais que se interessaram pelo projeto durante a trilha ecológica na ExpoSul, no ano passado”, acrescenta Robertson Valladão, secretário de Agricultura e Interior de Cachoeiro (Semai).

Nessa nova etapa, de acordo com Valladão, a Semai fará duas ações de cadastramento: uma prévia, durante palestra a ser promovida na região de Burarama (com data ainda a ser definida), e outra na Semma, com a meta de alcançar o quantitativo de 50 propriedades.

Ação conjunta para limpeza de córregos

No que se refere à recuperação e preservação de recursos hídricos, a prefeitura de Cachoeiro vem atuando também na ação conjunta de limpeza de córregos urbanos e educação ambiental das comunidades de entorno. Amarelo e Coramara estão entre os córregos já contemplados. O cronograma deste ano prevê Dia D de limpeza nos bairros IBC e BNH de Cima, dentre outras regiões.

Viabilizado por meio de acordo de cooperação técnica para revitalização dos córregos, o mutirão conta com a participação de várias secretarias, da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Agersa), da BRK Ambiental e a da Federação das Associações de Moradores e Movimentos Populares de Cachoeiro (Fammopoci).

*Da redação com informações da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!