Brasil é líder em ataques de phishing, diz pesquisa

Phishing
Foto: Divulgação

De acordo com a empresa Kapersky, 28% dos usuários tiveram seus computadores infectados com ataques de phishing neste ano

Uma pesquisa feita pela empresa de cibersegurança Kaspersky, revelou que o Brasil é líder global em ataques de phishing, onde o computador do usuário é infectado após clicar em um link suspeito ou baixar um arquivo malicioso. De acordo com o levantamento, 28% dos internautas tiveram algum incidente deste tipo entre janeiro e novembro deste ano, a maior proporção entre os países pesquisados pela empresa.

A colocação pode ser justificada principalmente pela falta de preocupação dos usuários com a segurança de sua internet e pela disseminação de correntes no WhatsApp. Uma realidade que deve aumentar ainda mais em 2018, principalmente no que se refere aos ataques relacionados a roubo de identidade.

Outro problema que deve continuar afetando muitos brasileiros é o ransomware, um tipo de software nocivo que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um resgate para que ele possa ser restabelecido. Quando não há nenhum pagamento, diversos arquivos podem ser perdidos e até mesmo publicados.

Cavalo de troia

Além de ocupar a primeira colocação nos ataques de phishing, o Brasil também se destaca negativamente quando o assunto são os trojans bancários que se infiltram no sistema para roubar informações financeiras. Em nível mundial, o país fica atrás apenas da Rússia.

“Os cibercriminosos brasileiros têm uma cooperação forte com os grupos do Leste Europeu, o que tem trazido para o país últimas novidades e técnicas de roubo de informação bancária”, revelou Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky. Para evitar que esse e outros problemas afetem o computador, a recomendação é ter sempre um antivírus atualizado, lembrando sempre de evitar sites e links maliciosos.