Audiência sobre envolvidos na greve da PM em Vitória

Greve da PM

Foram 24 pessoas denunciados pelo Ministério Público

A 4º Vara Criminal de Vitória iniciou, na segunda-feira (14), as audiências de instrução dos processos criminais sobre a paralisação da Polícia Militar em 2017. O episódio ficou conhecido como “greve da PM”. O Ministério Público Estadual denunciou 24 pessoas que, supostamente, estariam envolvidas no movimento ocorrido em fevereiro do ano passado. As audiências acontecem no Salão do Júri, localizado no 4º andar do Fórum Criminal de Vitória, na Cidade Alta.

A juíza titular da 4ª Vara Criminal, Gisele Souza de Oliveira, elaborou as pautas das audiências para ouvir as testemunhas de acusação e de defesa. Um segundo processo apura a responsabilidade exclusiva dos policiais militares e terá audiências nos dias 17 e 18 desta semana. No total, a juíza previa ouvir mais de 90 pessoas, mas muitas delas já foram dispensadas pelas acusadas só nesses dois primeiros dias.

A denúncia, apresentada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), é resultado da operação “Protocolo Fantasma”. O objetivo é produzir provas a fim de identificar e punir os responsáveis pela fomentação da greve da PM no Estado.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!