Cabo Daciolo pede anulação do primeiro turno das eleições ao TSE

Foto: Nelson Almeida /AFP

Daciolo entregou o pedido sob a alegação de que houve fraude em urnas eletrônicas

O candidato derrotado à Presidência da República, Cabo Daciolo (Patriota), solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que anule a votação do 1º turno das eleições por acreditar que houve fraude em urnas eletrônicas.

Daciolo pediu seja feita uma nova edição do pleito usando o método de voto em cédula, que ele mesmo sugeriu no início de setembro. O TSE respondeu argumentando que não havia situação de excepcionalidade que abonasse as urnas eletrônicas.

“Temos várias denúncias de fraudes das urnas eletrônicas. Em todo o território nacional, as pessoas iam votar e quando chegavam lá para votar para presidente não concluía. Quando tem fragilidade nas urnas eletrônicas, é necessário em caso excepcional que TSE faça votação em cédulas”, disse o patriota.

De acordo com a Agencia Brasil, o TSE informou por meio de sua assessoria que o processo encontra-se em tramitação por via administrativa e que até o momento não houve decisão.

Urnas

No domingo (07), a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, afirmou que a votação ocorreu em “clima de normalidade absoluta”, mas que qualquer ocorrência será avaliada pelo órgão.

A procuradora-geral da República e eleitoral, Raquel Dodge, também deu uma declaração, garantindo que as urnas eletrônicas funcionam e negou fraudes nos equipamentos, afirmando que as ocorrências de falhas na votação foram raras.


Leia mais:

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!