Agrião protege contra efeitos colateiras da quimioterapia

Um superalimento que traz vários benefícios: previne a anemia, reduz a pressão arterial, e mantém a saúde dos olhos e da pele, entre outros.

Um vegetal com sabor levemente picante que faz toda a diferença numa farta salada cheia de nutrientes. Com suas vistosas folhas verde-escuras, o agrião confere cor, beleza e saúde à refeição do brasileiro.

Um superalimento que traz vários benefícios: previne a anemia, por ser rico em ácido fólico; reduz a pressão arterial e evita doenças cardíacas, pela abundância em vitaminas C e K; e mantém a saúde dos olhos e da pele, devido ao expressivo teor de vitamina A.

A vitamina K também fortalece os ossos, por aumentar a absorção do cálcio. Além disso, as propriedades expectorantes e descongestionantes do vegetal são ótimas aliadas contra doenças respiratórias. Suas folhas e talos, combinados com mel e água, rendem eficientes chás e xaropes para combater a tosse.

Mas as vantagens dessa opção sempre disponível nas bancas de feiras e supermercados, sobretudo nesta época do ano, não param por aí. O potencial efeito anticâncer é garantido pela presença dos antioxidantes e de uma substância chamada glucosinolato. E mais: estudos mostram que, uma vez instalado um tumor maligno, o consumo da planta tem um importante papel, pois ela atua como um escudo protetor dos tecidos saudáveis durante o tratamento de quimioterapia.

Tal ação se dá devido à ação do enxofre. Outro ponto positivo é que a clorofila presente na hortaliça tem uma grande quantidade de enzimas digestivas, cuja função é ajudar o organismo a absorver os nutrientes. Por isso, as folhas devem ser ingeridas cruas, para que essas proteínas não sejam destruídas.

Que tal, nessa proposta, combiná-la com laranja, limão ou outra fruta de sua preferência? É uma boa e saudável maneira de começar o dia, sobretudo para os praticantes de atividade física. Energia pura!

O agrião pode ser consumido à vontade por quem quer emagrecer. Cem gramas do vegetal contêm apenas 23 calorias. Essa quantidade do alimento, conforme sua tabela nutricional, fornece: 3,4g de proteínas, 3g de fibras, 0,9g de gordura e 0,4g de carboidrato. Mas, atenção: o consumo excessivo da folha é contraindicado para mulheres em início de gestão, por causa do risco de aborto.

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!