Família de Rubem Braga doa acervo para o Arquivo Público

Rubem Braga
Foto: Acervo/APEES

Na sede do APEES, no Centro de Vitória, é possível encontrar livros, fotos e cartas disponíveis para pesquisas

“Em minhas andanças, eu quase nunca soube se estava fugindo de alguma coisa ou caçando outra”, afirma Rubem Braga no texto “A Viajante”. O autor, nascido em Cachoeiro de Itapemirim, é reconhecido como um dos mais importantes cronistas do país. Um acervo bibliográfico composto por livros, matérias da imprensa, fotografias e cartas foi doado por familiares do escritor ao Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES). O material está disponível para consultas e pesquisas.

Foi no periódico cachoeirense “Correio do Sul” que o escritor capixaba publicou os seus primeiros textos, em 1928. Conforme relata o autor: “Eu escrevia sobre assuntos os mais variados; no verão mandava da praia de Marataízes uma crônica regular, chamada ‘Correio Maratimba’. Quando fui para o Rio, por volta dos 15 anos, mandava correspondência para o Correio. Continuei a fazer o mesmo em 1931, quando mudei para Belo Horizonte”.

Rubem Braga vivenciou e cobriu alguns dos mais marcantes fatos do século XX, tanto na imprensa como em suas crônicas. Esteve na Segunda Guerra Mundial para o “Diário Carioca”. Atuou em veículos ligados à Aliança Libertadora Nacional, que promovia uma resistência ao Estado Novo. Noticiou as eleições de Perón na Argentina e chegou a ser nomeado embaixador brasileiro no Marrocos.

Nos materiais sob a guarda do Arquivo Público, essas vivências e percursos podem ser conhecidos e estudados. Neles, diversos recortes de jornais trazem a influência e relevância da sua escrita, além de entrevistas com o autor. Têm-se também livros sobre a sua obra, correspondências originais enviadas por amigos, artigos feitos em sua homenagem, revistas, fotografias e gravuras.

O APEES está aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30, na Rua Sete de Setembro, Centro de Vitória.

Bienal Rubem Braga até domingo
Rubem Braga
Foto: APEES/Acervo

Cachoeiro de Itapemirim vai respirar literatura nesta semana. Desta terça (15) a domingo (20), o município realiza a VII Bienal Rubem Braga, com feira de livros, mesas de conversa com escritores renomados, lançamentos, atividades voltadas a estudantes, oficinas e espetáculos musicais.

Confira a programação completa.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!